Relvado assusta mais do que a Espanha

Fernando Santos diz que mudança no banco espanhol não terá qualquer influência no jogo.
Por Sérgio Pereira Cardoso|15.06.18
No meio de tanta turbulência em torno de Portugal e Espanha, Fernando Santos garante que a equipa está confiante, mas nunca presunçosa. Entende que a ‘bomba’ da saída de Lopetegui terá influência zero e só pareceu mais preocupado quando subiu ao relvado, no treino de adaptação.
Equipas prováveis do Portugal-Espanha

Aliás, o treinador português passou grande parte dos 15 minutos abertos à comunicação social a verificar o piso, afastado dos jogadores. E tem razão para tal. A resposta do tapete do Estádio Fisht - numa cidade de Sochi com máximas próximas dos 30 graus - não foi a melhor.

Pouco antes, na conferência de imprensa, a ‘bomba Lopetegui’ foi um dos temas centrais. "Do outro lado vai estar Hierro, de quem sou muito amigo. Não lhe desejo sorte, pelo contrário, mas que depois faça um excelente campeonato. É esse confronto que é importante. O resto é acessório", analisou. "A Espanha joga da mesma forma há 10 anos. Não espero nenhuma surpresa. O que é importante é que as equipas vão jogar, as estratégias estão montadas", acrescentou depois.

Recusando entregar pistas sobre essa mesma estratégia, Santos quer ‘matar o borrego’ de Portugal não entrar a ganhar em fases finais desde o Euro 2008. "A história é passado, importa é o presente. Estamos perante um enorme adversário, mas queremos ‘matar’, ou numa melhor palavra, acabar com a história de não conseguirmos vencer o primeiro jogo", frisou.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!