Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

RENAULT KANGOO ACTUALIZADO

A segunda geração do Renault Kangoo, que chega ao nosso país a meio do próximo mês de Abril, está mais moderna e tem novos argumentos, suficientes para este modelo do construtor francês aspirar, muito legitimamente, a manter a liderança do mercado, europeu e nacional.
23 de Março de 2003 às 00:01
O novo Renault Kangoo adoptou o ar de família dos restantes modelos da marca
O novo Renault Kangoo adoptou o ar de família dos restantes modelos da marca FOTO: Direitos Reservados
Uma das principais novidades, nomeadamente pela importância que tem para Portugal, reside na introdução do motor turbodiesel, “common rail”, 1.5 dCi, nas suas versões de 80 e 65 cv, nas variante de passageiros e comercial, respectivamente.

Mas as diferenças saltam desde logo à vista no seu aspecto exterior, mercê de um conjunto de pormenores que foram alterados, a começar pela parte frontal, onde sobressai a nova ‘grelha’ identificativa dos mais recentes produtos da marca. As ópticas dianteiras de vidro liso com o desenho em forma de gota de água e o novo grafismo das luzes traseiras contribuem de igual modo para a renovação da imagem deste modelo lançado em 1997.

Também o habitáculo beneficiou de algumas melhorias, estando agora bastante mais acolhedor e mais confortável, para o que contribuem os novos bancos, com espuma de contornos mais harmoniosos de modo a proporcionarem melhor segurança lateral e mais comodidade.

Reflexo dessa maior preocupação com o conforto e até com a aparência está a opção ‘Pack Couro’, que como a própria designação o indica, compõem-se no essencial por um pacote que inclui estofos próprios forrados a pele e tecido, e volante, punho e fole da alavanca das velocidades em pele.

Mas as mudanças no interior não se circunscrevem a isto, sendo de realçar o novo painel de bordo, mais funcional em diversos aspectos, com destaque para o facto do porta-luvas passar a ser fechado, isto é, dispor de porta, o que não acontecia na geração actual.

Também no capítulo da segurança as coisas não foram deixadas ao acaso, oferecendo o novo Renault Kangoo a mais recente evolução do sistema de travagem ABS, proveniente do novo Mégane II. Em matéria de segurança passiva, merece referência a nova coluna direcção rectrátil. De resto, fazem parte do equipamento de série o sistema Isofix (cadeirinhas de crianças) no banco central traseiro e os ‘airbags’ frontais (condutor e passageiro), sendo opcionais os laterais dianteiros cabeça/tórax.

TRÊS NÍVEIS DE ACABAMENTO

O novo Renault Kangoo vai estar disponível no mercado em três níveis de equipamento, designados por ‘Authentique’, ‘Expression’ e ‘Privilège’. O primeiro deles é o de entrada de gama e estará disponível com motores de 1.2 litros (60 e 75 cv, de oito e dezasseis válvulas, respectivamente) a gasolina e GPL, e turbodiesel 1.5 dCi (65 cv). Já no ‘Expression’ não há o motor GPL mas em contrapartida alarga o leque de opções ao 1.4 (75 cv) a gasolina com caixa automática ‘pró-activa’ e ao 1.5 dCi de 80 cv. Finalmente, o ‘Privilège’ é um exclusivo desta última motorização turbodiesel.

DIESEL E GASOLINA

SEIS MOTORES

O novo Renault Kangoo vai estar disponível no mercado nacional com um total de seis diferentes motorizações, sendo que três delas são a gasolina, uma a GPL e duas turbodiesel, neste caso o moderno, eficiente e económico 1.5 dCi, nas variantes de 65 e 80 cv. No caso dos motores a gasolina, são três opções, mas o de 1.4 litros (75 cv) está disponível apenas com caixa automática ‘pró-activa’. O de 1.2 litros de oito válvulas debita
60 cv e de dezasseis 75 cv.

VERSÃO COMERCIAL

O novo Renault Kangoo também vai ter uma versão comercial, de dois lugares, sendo proposto em todas as motorizações atrás descritas e ainda com o turbodiesel 1.9 dCi, de 55 e 65 cv, e em quatro níveis de acabamento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)