Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

RICARDO TINHA DE DAR UM MURRO NA MESA

"Deixem-me em paz”. A frase é do guarda-redes do Sporting Ricardo, que na passada terça-feira interveio em directo no programa da Sport TV ‘Noite do Futebol’, agastado com as críticas que lhe foram feitas após o encontro com o FC Porto.
11 de Novembro de 2004 às 00:00
Ontem o seu empresário Nuno Baptista surgiu em defesa do titular da Selecção, revelando que há muito o guardião se sentia incomodado com “algumas críticas infundadas”.
“O Ricardo disse o que tinha de ser dito. Era preciso dar um murro na mesa, as críticas eram infundadas. Não se deixa de ser um grande guarda-redes de um dia para o outro”, afirmou Nuno Baptista, relembrando as críticas de Ricardo por altura do Euro’2004.
“Há algum tempo que existe uma grande imparcialidade nas análises aos seus jogos e ele nessa altura sentiu-se incomodado. Quando o Ricardo não foi titular no Mundial em 2002, e todos diziam que merecia, não houve polémicas. O Ricardo engoliu e continuou a trabalhar. Aliás, a polémica só surgiu quando se notou a ausência de outro jogador na convocatória. Daí o comentário dele, quando afirmou que é preciso despir as camisolas”, disse o seu empresário ao CM, defendendo depois que o guarda-redes do Sporting “nada tem contra Vítor Baía”.
INGLATERRA É HIPÓTESE
Ricardo, em directo na Sport TV, também revelou que teve a possibilidade de sair do Sporting no final da temporada passada. O seu empresário confirmou-o ao CM, referindo mesmo que em Inglaterra, o guardião preferido de Scolari na Selecção, é seguido “bem de perto”.
“Depois do excelente Europeu que o Ricardo fez, é evidente que surgiram muitas propostas para a sua contratação, mas o seu desejo era de permanecer no Sporting. Ele quer ganhar algo pelo Sporting, quer ser campeão em Alvalade. Mas nunca se pode fechar as portas e Inglaterra é hipótese, sempre teve grande mercado lá. Mas repito, ele quer ficar no Sporting”, disse, sem querer confirmar se, entretanto, surgiram novas ofertas pelo guardião.
“Isso é um assunto do Ricardo e do Sporting. Se surgir alguma coisa terá de ser tratado com ele e com o seu clube. Ele sente-se muito feliz em Alvalade, onde é tratado com muito carinho pelos seus colegas, dirigentes e a massa associativa e esse assunto não é importante neste momento”, afirmou Nuno Baptista.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)