Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Rivalidade acaba em nulo

O Belenenses apadrinhou ontem o Atlético no regresso aos escalões profissionais (34 anos depois) num jogo que terminou com um empate a zero. Os clubes vizinhos e rivais reencontraram-se numa tarde onde o bom futebol esteve sempre longe do Restelo, na estreia oficial da época dos dois emblemas alfacinhas na Liga de Honra.
21 de Agosto de 2011 às 00:30
Vítor Lemos tenta passar pelo alcantarense Stéphane
Vítor Lemos tenta passar pelo alcantarense Stéphane FOTO: Pedro Simões/Record

O Belenenses, fruto da maior experiência, apresentou-se mais consistente em relação aos comandados de João de Deus. Contudo, não foi capaz de levar a melhor sobre a equipa da Tapadinha. No segundo tempo, o jogo aqueceu ligeiramente, apesar do tempo enevoado que se fazia sentir em Lisboa, com o Belenenses a desperdiçar as melhores ocasiões de golo, como aconteceu aos 65’, com Miguel Rosa e depois com o recém-entrado Waldir. Apesar do maior domínio da equipa de José Mota, o marcador não sofreu alterações até ao final, saldando-se num empate, que ainda assim premeia mais a consistência defensiva do Atlético.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)