Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Ronald Koeman irritado com falta de empenho

Os desafios que se deparam ao Benfica nesta fase são demasiado importantes e o momento não é para tirar o pé, poupar energias. Assim terá pensado ontem Ronald Koeman, quando entendeu repreender os jogadores em pleno treino por alegada falta de aplicação.
17 de Fevereiro de 2006 às 00:00
O treinador holandês
O treinador holandês FOTO: João Trindade/Record
Já recuperado da virose que o afastou do treino de quarta-feira, dir-se-á que o treinador regressou em grande forma. Por gestos e palavras, Koeman ‘puxou as orelhas’ aos seus pupilos, exigindo mais ‘garra’ e agressividade.
Os apelos do técnico foram dirigidos a todos os atletas em geral, mas Petit e Beto foram especialmente visados. Ambos integravam a equipa que foi derrotada na ‘pelada’, tal como Ricardo Rocha, Marco Ferreira, Marcel e Manduca, e cujo desempenho não agradou ao treinador holandês. Koeman terá mesmo exigido a Petit para ser uma extensão do treinador dentro de campo e fazer valer o seu peso no seio do plantel.
O certo é que as exigências do treinador parecem ter surtido efeito e a partir dessa altura houve aplicação total, para satisfação de Koeman, que não mais voltou a interromper a sessão. E os jogadores saíram visivelmente fatigados do treino realizado no Estádio Nacional.
ROBERT DE REGRESSO
Para além do regresso aos treinos de Koeman, novidade foi também o facto de Laurent Robert já ter integrado a sessão, após ausência na véspera. O francês, que contraiu uma contratura muscular na coxa esquerda no jogo com o Penafiel, treinou ainda assim de forma condicionada, não tendo integrado as habituais ‘peladinhas’ na parte final do treino.
Geovanni, Miccoli e Moreira, todos a recuperar de lesões, não treinaram no Jamor, tendo os três realizado trabalho de ginásio na Luz. Os três atletas estão descartados para o jogo de amanhã (18h00, Sport TV) em Guimarães.
O Benfica volta a treinar esta manhã (10h30), no Estádio da Luz, à porta fechada. Segue-se a habitual conferência de Imprensa e a viagem para o norte.
ERIKSSON VÊ BENFICA COM MAIS HIPÓTESES
Sven-Goran Eriksson, seleccionador de Inglaterra, treinava o Benfica quando o clube foi afastado pelo Liverpool nos quartos-de-final da Taça dos Campeões (83/84). Os ‘reds’ venceram por 1-0 em Anfield Road e por 4-1 na Luz e acabaram por sagrar-se campeões europeus. O treinador considera que o Benfica tem agora mais possibilidades. “O Benfica tem hoje mais hipóteses de bater o Liverpool. Nessa altura tinham uma das melhores equipas de sempre, agora estão ainda a construir uma grande equipa. Não sei se o Benfica é melhor ou pior do que então, mas o Liverpool ainda precisa de tempo para ter a força dessas temporadas. Apesar de ser um adversário muito difícil de bater”, disse ao Maisfutebol, apostando no ressurgimento do Benfica: “Têm muitas hipóteses de chegar em breve a uma outra final europeia.”
Ver comentários