Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Ronaldo: 100 contemplações

Um golo basta a Cristiano Ronaldo para atingir, aos 25 anos, o ‘centenário’ em jogos de 1ª Divisão. Tendo em conta o registo de CR9 na Liga espanhola (12 golos em 14 golos), é natural que o português atinja esse marco hoje no estádio Heliodoro Rodríguez, em Tenerife, onde o Real joga para a 24ª jornada.
27 de Fevereiro de 2010 às 00:00
O livre ‘tomahawk’ na baliza do Villarreal, no último jogo da liga espanhola, foi o 99.º golo de Cristiano Ronaldo em 235 jogos de 1.ª Divisão. Falta mais um
O livre ‘tomahawk’ na baliza do Villarreal, no último jogo da liga espanhola, foi o 99.º golo de Cristiano Ronaldo em 235 jogos de 1.ª Divisão. Falta mais um FOTO: Sergio Perez/Reuters

Um golo basta a Cristiano Ronaldo para atingir, aos 25 anos, o ‘centenário’ em jogos de 1ª Divisão. Tendo em conta o registo de CR9 na Liga espanhola (12 golos em 14 golos), é natural que o português atinja esse marco hoje no estádio Heliodoro Rodríguez, em Tenerife, onde o Real joga para a 24ª jornada. Passaram mais de oito anos sobre o primeiro golo do então sportinguista Ronaldo no escalão máximo – um bis na baliza do Moreirense, em Alvalade. E entre os 20 mil adeptos que testemunharam essa proeza nenhum poderia imaginar que o ‘miúdo’ madeirense, de 17 anos, estava a dar os primeiros passos rumo ao topo do futebol mundial.

O livre ‘tomahawk’ do último domingo na baliza do Villarreal foi o 99º golo de Ronaldo em 235 jogos de 1ª Divisão, e só a insistência de Xabi Alonso em marcar o penálti que fechou a goleada merengue (6--2) impediu CR9 de atingir os 100 golos em pleno Santiago Bernabéu. Ronaldo não apreciou o gesto do colega uma vez que, não estando Kaká (já tinha saído), está estipulado que é ele quem bate os penáltis. O gesto de Xabi até pode não significar má-vontade mas parece haver no seio do Real Madrid quem, por inveja, ressabie, ou outro motivo menor, e não veja com bons olhos o incrível ascendente do português. Como se ele tivesse culpa de ter custado 94 milhões e de estar num patamar notoriamente acima dos outros. Como, aliás, reconheceu o ‘parceiro’ – de patamar – Lionel Messi ao classificar de ‘grande’ a actuação de CR9 frente ao Villarreal: esteve em cinco dos seis golos.

Três dos 99 golos de CR9 foram conseguidos na Liga portuguesa, o que significa que ele tem de marcar mais quatro para se tornar no segundo ‘emigrante’ depois de Pedro Pauleta a facturar pelo menos 100 golos em ligas estrangeiras.

OS 99 GOLOS DE CR9

Ronaldo estreou-se a marcar, e logo com um bis (33 e 90’), na primeira vez em que foi titular num jogo de 1.ª Divisão. Foi num Sporting-Moreirense (3-0) no velho José Alvalade, a 7/Outubro/2002

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)