Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Ronaldo faz três golos e Portugal ganha 4-2

Portugal ganhou na Irlanda do Norte por 4-2 e deu mais um passo firme na luta pela qualificação para o Mundial de 2014 no Brasil.
6 de Setembro de 2013 às 21:45
Cristiano Ronaldo foi a figura do jogo, ao apontar três golos que lhe permitiu ultrapassar Eusébio na lista de goleadores e já só está a 4 de Pauleta
Cristiano Ronaldo foi a figura do jogo, ao apontar três golos que lhe permitiu ultrapassar Eusébio na lista de goleadores e já só está a 4 de Pauleta FOTO: Paul McErlane/EPA

Cristiano Ronaldo foi, como quase sempre, a grande figura da seleção, ao apontar três golos, marca que já o fez superar Eusébio entre os melhores marcadores da Seleção: o Pantera Negra tinha 41 golos, mas Ronaldo com o hat-trick desta noite atingiu os 43. Está a apenas quatro de Pauleta, o melhor marcador de sempre da Seleção. Portugal tem agora dois jogos em casa, frente a Israel e ao Luxemburgo para fechar a qualificação e tem mais dois pontos do que a Rússia, embora o rival direto tenha um jogo a menos.

Portugal teve um jogo de enorme esforço, agravado pelo facto de Postiga ter sido expulso aos 41 minutos por encostar a cabeça a um defesa da Irlanda do Norte, no que foi entendido como uma tentativa de agressão.   

Portugal esteve a ganhar 1-0, com um golo de Bruno Alves, mas McAuley, empatou, a partir de um canto. Depois, chegou a expulsão de Postiga.

No segundo tempo, Ward (em fora de jogo) deu vantagem à Irlanda, até que apareceu o génio de Ronaldo, com três golos, dois de cabeça, plenos de oportunidade, no seguimento de bolas paradas apontadas por Moutinho e mais tarde, num livre ao seu estilo. A Irlanda teve duas expulsões no segundo tempo, ambas por faltas duríssimas sobre João Pereira.

No final, Cristiano Ronaldo reafirmou "o objetivo da qualificação", revelando confiança na passagem em primeiro lugar. O capitão destacou ainda os três golos apontados esta noite, feito que conseguiu pela primeira vez na Seleção.

Paulo Bento selecionador nacional destacou a boa reação de Portugal à situação de desvantagem, lembrou o golo em fora de jogo da Irlanda e acentuou "a personalidade e caráter" da sua equipa. Por fim, considerou a vitória de Portugal "inteiramente justa".

Os 43 golos de Ronaldo são entendidos por Paulo Bento como uma prova "de rendimento e de qualidade".   

Cristiano Ronaldo Portugal Belfast Bruno Alves Hélder Postiga
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)