Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Ronaldo intermitente na derrota do Real em Lyon

E ao quinto confronto com o Lyon, o Real Madrid continua a marcar passo. Três derrotas e dois empates é o saldo de uma equipa que viu ontem comprometida a passagem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões, pelo sexto ano consecutivo. Mérito do adversário, que começou por anular um apagado Cristiano Ronaldo, regressando ao nível que habituou os seus adeptos, com a conquista do heptacampeonato francês. Momentos de pura beleza e a roçar a perfeição embalaram a equipa dos ex-portistas Lisandro e Cissokho (o argentino encheu o campo), para a vitória (1-0) diante de um Real Madrid demasiado conservador.
16 de Fevereiro de 2010 às 22:07
O brasileiro Cris (esq.) foi um dos jogadores do Lyon que mais contribuiu para a fraca exibição de Ronaldo
O brasileiro Cris (esq.) foi um dos jogadores do Lyon que mais contribuiu para a fraca exibição de Ronaldo FOTO: Guillaume Horcajuelo/Epa

Uma primeira parte de luxo do Lyon colocou o Real Madrid em sentido, e não fosse a colaboração do poste direito da baliza de Casillas, César Delgado tinha regressado aos balneários bem mais sorridente, no final dos primeiros quarenta e cinco minutos. O argentino, que chegou a estar com um pé no Benfica, a pedido de Camacho, foi um autêntico quebra-cabeças para a defensiva ‘merengue', em particular, para o atabalhoado Arbeloa. Já antes, Gouvou esteve a centímetros da glória.

Mas se o conjunto de Claude Puel chegou ao descanso em grande estilo, a segunda metade começou de forma soberba.  Makoun, médio camaronês contratado ao Lille, decidiu a partida com uma remate a mais de 25 metros da baliza de Casillas.

Por esta altura, já Manuel Pellegrini tinha abdicado de Marcelo (que falha o segundo jogo, a par de Xabi Alonso por terem visto o 2.º amarelo na prova) mas nem com Benzema o colosso espanhol encontrou o caminho do golo. Vislumbrar Ronaldo em campo também não foi tarefa fácil. Valeram as botas amarelas para seguir a intermitência do português que só por uma vez incomodou Lloris (61'), com um remate aos soluços.

RONALDO À LUPA

13’. Sofre falta dura de Cris no meio-campo do Lyon.

15’ Servido por Kaká, isola Higuaín de calcanhar, mas o argelino é pouco expedito e acaba desarmado por Boumsong.

61’ Da esquerda para o meio, troca as voltas a Réveillere, e remata com perigo, para grande defesa de Lloris.

Passes certos: 14

Passes errados: 4

Recuperações: 2

Faltas sofridas: 4

Faltas cometidas: 1

Remates: 0

Assistências: 0

Golos: 0

ROONEY ABATE O AC MILAN À CABEÇADA

Wayne Rooney foi ontem decisivo na vitória (3-2) do Manchester United em pleno San Siro sobre o AC Milan, jogo dirigido pelo português Olegário Benquerença, que esteve em plano razoável. Com Nani (discreto) a titular nos ingleses, Ronaldinho foi quem brilhou primeiro (3’) ao abrir o marcador numa jogada estranha: a bola tabelou em vários jogadores antes de entrar na baliza de Van der Sar. Scholes acabou por empatar, antes do intervalo, dando o mote para uma 2ª parte em que dois golos de cabeça de Rooney derrotaram os italianos, que reduziram por Seedorf perto do final da partida.

OITAVOS DE FINAL

Ontem

Lyon 1-0 Real Madrid

Milan 2-3 Man. United

2.ª mão: 10/03

Hoje

FC Porto - Arsenal

Bayern - Fiorentina

2.ª mão: 09/03

23/02

Estugarda - Barcelona

Olympiakos - Bordéus

2.ª mão: 17/03

24/02

CSKA - Sevilha

Inter Milão - Chelsea

2.ª mão: 16/03

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)