Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Ruben Micael já tem cara de dragão

Era para Ruben Micael que os olhos se viravam, no reviver de um clássico do final da década de 70, tempos em que o FC Porto dava por positiva qualquer viagem ao Estoril que não implicasse a derrota. E elas aconteciam. Os tempos são outros, os dragões não perdem na Amoreira há mais de três décadas e desta vez até aconteceu algo inédito: a primeira vitória fora de casa dos dragões desde que foi criada a Taça da Liga. Sem especial brilho, mas no essencial justa, quase tranquila.
25 de Janeiro de 2010 às 00:30
Ruben Micael teve uma boa estreia pelos dragões
Ruben Micael teve uma boa estreia pelos dragões FOTO: António Cotrim

Voltemos a Ruben Micael. Chegado ao Dragão há uma semana, não deslustrou a confiança de Jesualdo Ferreira e pode dizer-se que marcou terreno logo na estreia. Fez-se ver, não se inibiu, quase marcava e esteve até na origem do golo que lançou os dragões para as meias-finais da Taça da Liga. Foi sobre Micael que o defesa estorilista Luiz Alberto fez a falta, da qual resultou um pontapé bem calibrado de Belluschi para o 1-0. Isto já na 2ª parte e com Falcão e Álvaro Pereira como reforços pós--intervalo, para conferir ritmo e dinâmica à exibição – até então mal temperada – do FC Porto. O 2-0 (redenção de Orlando Sá, na estreia a marcar pelos dragões, após exibição mal conseguida) permitiu aos portistas desligar mais cedo a ficha da tomada.

ANÁLISE

POSITIVO: ESTREIA PROMETE

Mal se notou que ainda há oito dias Ruben Micael jogava noutra equipa, noutro clube. Não ‘partiu a loiça’, mas manteve a dinâmica que lhe tem dado grande projecção, nesta época. E quase marcava na estreia.

NEGATIVO: MAIS UMA VEZ

Já é oficial: o FC Porto olha para a Taça da Liga como uma competição de segundo plano. Só isso explica a escolha reiterada de habituais reservistas para o onze inicial.

ARBITRAGEM: UM SÓ LANCE

Um lance polémico, aos 82 minutos, quando João Capela anulou um golo ao Estoril por mão do gabonês Antchouet. Houve de facto interferência do braço do avançado, aceita-se o critério.

FICHA DE JOGO

Taça da Liga - 3.ª Fase

Estádio A. Coimbra da Mota - Assistência: 3834

ESTORIL:  Filipe Leão, Marco Silva, Jardel, Luiz Alberto, Ismaily, Erick (Bruno Matias 75’), Ângelo Varela, Lulinha, João Coimbra, Rodrigo Hote (Antchouet 56’), Raphael.

Treinador:  Neca

FC PORTO: Nuno, Miguel Lopes, Rolando, Maicon, Nuno A. Coelho (A. Pereira 46’), Tomás Costa, Ruben Micael (S. Oliveira 83’), Guarín (Falcão 46’), Belluschi, González, Orlando Sá.

Treinador: Jesualdo Ferreira

Golos: 0-1 Belluschi (55’), 0-2 Orlando Sá (78’)

Árbitro: João Capela (Lisboa) 7

Disciplina: amarelos: Marco Silva (24’), Erick (48’), R. Micael (50’), A. Varela (56’)

Classificação do jogo 6

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)