Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Sadinos já só pensam na final da Taça

Doze jornadas depois de ter rendido Couceiro, José Rachão conseguiu vencer no Bonfim para a SuperLiga (2-0), garantindo a permanência dos sadinos, que agora já só pensam na final da Taça frente ao Benfica.
1 de Maio de 2005 às 00:00
Meyong
Meyong FOTO: d.r.
A jogar fora, os vila-condenses não conseguiram nos primeiros 45’ travar o forte ímpeto atacante de Jorginho, Manuel José e companhia, e ao intervalo já estava feito o resultado final, com dois golos de Ricardo Chaves (18’) e Meyong (41’).
Na segunda parte os nortenhos entraram mais aguerridos, mas a qualidade do espectáculo diminuiu e não houve grandes oportunidades de golo. A registar os amarelos a Manuel José e Auri, que se ‘limparam’ para poder jogar a final da Taça.
FICHA DO JOGO
Local: estádio do Bonfim, em Setúbal (5.000 espectadores)
Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)
VITÓRIA DE SETÚBAL: Moretto, Éder, Hugo Alcântara, Auri, Veríssimo, Ricardo Chaves, Manuel José (Hélio, 87m), Binho (Puma, 79m), Bruno Ribeiro, Jorginho e Meyong (Igor, 73m). Treinador José Rachão.
RIO AVE: Mora, José Gomes, Bruno Mendes, Idalécio, Valente, Niquinha, Delson, Junas, Gama (Gaúcho, 37m), Paulo César (Jacques, 67m) e Evandro (Saulo, 55m). Treinador Carlos Brito.
Marcador: 1-0, Ricardo Chaves (18m) e 2-0, Meyong (41m).
Acção disciplinar: Amarelos - Mora (13m), Bruno Mendes (16m), Binho (30m), Niquinha (74m), Manuel José (78m), Puma (81m) e Auri (84m).
Melhor jogador: Manuel José.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)