Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

SANTARÉM DESCULPA-SE COM POLÍTICA

O Santarém Basket que vai participar na temporada que se avizinha, pela primeira vez, na Liga Profissional de Basquetebol, veio a terreno, através de um comunicado e pela voz do treinador José Monteiro, acusar as forças políticas da oposição, com realce para o PSD, pelos maus resultados da equipa nos encontros de pré-temporada.
30 de Setembro de 2004 às 00:00
Não deixa de ser curioso este tipo de acusação, como se a responsabilidade de treinar e jogar seja dos políticos, que podem, naturalmente, concordar ou não com investimentos públicos para pagar jogadores profissionais, sendo que esta posição se apresenta correcta por parte dos sociais-democratas escalabitanos.
Por outro lado, no referido comunicado é afirmado que o Santarém Basket é o maior clube de Portugal em termos de equipas e jogadores, facto que não corresponde à verdade.
Com efeito, tendo em atenção a época de 2003/04, o maior clube é o Olivais de Coimbra com 229 atletas, seguido do Académico do Porto (214), Ovarense (199), Desportivo da Póvoa (189). Oliveirense (173), quedando-se o Santarém Basket pelos 167 jogadores de ambos os sexos, tantos como o Estoril Praia, ambos com mais um que a Sanjoanense (166).
Acerca deste assunto a vereadora do PSD, Hélia Félix, adiantou ao nosso jornal que o seu Partido não está contra o projecto, “mas sim com o facto do presidente da Câmara não ter dado conhecimento ao Executivo do que se estava a passar durante uma reunião que teve lugar dois dias antes da apresentação da equipa nos Paços do Concelho”.
A vereadora acrescentou ainda que “não se conhece oficialmente, qual o envolvimento financeiro da Câmara, uma vez que o assunto ainda não foi discutido em reunião do Executivo, pelo que o PSD não emitiu opinião”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)