Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

SAUDADES DO... BENFICA

Veio de Portugal para Salvador da Bahia há vinte anos, mas hoje está em Maceió, onde constituiu família e é dono de um dos restaurantes mais requisitados da capital do Estado de Alagoas. Carlos Sequeira, actualmente com 55 anos, é dos empresários mais ricos na região e tem um papel de grande relevo na comunidade.
29 de Julho de 2004 às 00:00
Aliás, o ramo da restauração é comum aos poucos portugueses que residem em Maceió, região que, no entanto, tem no turismo realizado precisamente por cidadãos lusos uma das suas maiores fontes de receita.
Mas a realização profissional não faz este empresário esquecer Portugal e, principalmente, o seu Benfica. “É um grande amor aquele que sinto pelo Benfica. Não vou a Portugal há 20 anos e sinto falta dos tempos em que ia à velha catedral assistir aos jogos. Espero ir rapidamente lá para ver o novo estádio e matar as saudades”, revelou Carlos Sequeira, natural de Ferreira do Alentejo, que foi um espectador atento do Euro’2004.
“Foi uma loucura por todo o Brasil. Eram aos milhões aqueles que torciam pela nossa selecção. Foi muito triste perder a final e até os brasileiros sentiram isso”, referiu Carlos ‘português’, como é conhecido em Maceió, sem se esquecer de uma pessoa muito importante neste trajecto da equipa das quinas nestes últimos dois anos. “Scolari. Ele trouxe responsabilidade e fé aos jogadores de Portugal. Dá a impressão que agora os futebolistas lutam por todo o país e não para se mostrarem aos grandes clubes. Sei, pelo que li e vi na televisão, que muitos estavam contra a sua nomeação para seleccionador. No entanto, hoje devem estar a dar o braço a torcer”, afirmou o empresário, que também ficou satisfeito por saber que ‘Felipão’ será a partir de hoje oficialmente a ‘cara’ de Maceió em Portugal. “É a escolha perfeita. Pode ser que assim venham mais portugueses, seja em férias ou mesmo para viver. E ele poderá fazer esse trabalho muito bem”, concluiu.
A VISITA DE PINTO DA COSTA
Pinto da Costa visitou Maceió há um ano. E um dos locais que fez questão de marcar presença foi no restaurante de Carlos Sequeira, a ‘Cozinha Velha’. Apesar de Pinto da Costa ser presidente do FC Porto, o grande rival do Benfica, Carlos Sequeira assume que tem uma grande admiração pelo dirigente ‘azul-e--branco’. “Ele esteve cá e marcou muito como pessoa. É grande, até não me importava que fosse o presidente do Benfica. Essa sim seria uma grande contratação”, afirmou o empresário português, crente numa grande época do seu Benfica. “Tenho a impressão que será este o nosso ano. Até porque o FC Porto está a ficar sem os seus grande jogadores, apesar da contratação de Diego ser muito boa. Ainda assim, aposto tudo no Benfica”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)