Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Scolari e Madaíl vão falar e chegar a acordo

Embora já ultrapassado, o desaguisado entre Luiz Filipe Scolari e Gilberto Madaíl, na sequência da exibição menos conseguida frente ao Lichenstein, veio alterar o clima de paz que se vivia no seio da selecção.
11 de Outubro de 2005 às 00:00
E a julgar pelas palavras de Simão Saborosa e Deco (ver caixa), os jogadores não passam ao lado da polémica. Apesar da óbvia tentativa de minimizar o episódio, não deixam de pedir que tudo se resolva a bem e que Scolari permaneça à frente da selecção no Mundial’2006.
“Acho que se está a criar uma confusão que não é assim tão grande. Mas penso que o mister e o presidente vão falar e chegar a acordo ”, disse o extremo-esquerdo. De resto, a continuidade de Scolari até ao Mundial da Alemanha, sabe o CM, está garantida, salvo algum contratempo de última hora.
Quanto à propalada “recepção fria no balneário” dos jogadores ao presidente da FPF no final do jogo de Aveiro, Simão nega, dizendo que tudo foi normal: “Não sabemos o que se passou, porque estávamos todos a tomar banho. Entretanto, chegou o presidente e cumprimentou-nos normalmente”.
O esquerdino disse ainda que no dia seguinte a atenção dos jogadores estava virada noutra direcção, pelo que a troca de palavras entre Scolari e Madaíl lhes passou ao lado: “O dia seguinte foi de folga e estivemos com a família pelo que não ligámos muito a confusões”.
O atacante espera que o azar que há quatro anos lhe bateu à porta, quando se lesionou frente à Filândia e ficou fora do Mundial’2002, fique bem longe: “Há quatro anos infelizmente não estive presente, mas espero que possa estar na Alemanha.
Simão Sabrosa expressou ainda o desejo que nos dois jogos que vai fazer esta semana no Dragão sejam coroados com golos. “É bom marcar por Portugal e se poder marcar sábado pelo Benfica melhor”, afirmou.
DECO DIZ QUE AS CRÍTICAS SÃO INJUSTAS
Deco mostrou estar ao lado do seleccionador, Luiz Filipe Scolari, e espera que o conflito com o presidente da FPF se resolva.
“É um treinador ganhador e que quer fazer o seu trabalho da melhor forma possível. Por certo que ficará até que as pessoas estejam contentes com o trabalho dele”, disse o médio do Barcelona.
As críticas dos adeptos deixaram o médio triste com os adeptos. “As críticas não fazem muito sentido, pois jogámos bem e controlámos sempre o jogo. Apenas o primeiro golo demorou a aparecer”, disse. Deco apelou ainda à presença dos adeptos no Dragão, estádio que tão bem conhece e a que admite ser “um prazer” voltar.
“Espero que as pessoas da cidade do Porto venham ver a selecção. Não é tanto um jogo de qualificação, é um jogo para festejarmos. Se fosse adepto, vinha com certeza ver”, disse. O luso-brasileiro não escondeu ainda o desejo de ser campeão do mundo e diz que tal não é impossível: “Pela qualidade e experiência dos nossos jogadores, podemos disputar um jogo com qualquer equipa ”.
O jogador do clube catalão não quis comentar a fase menos feliz que vive em Barcelona depois de as afirmações que fez dizendo que se sente melhor a jogar ao serviço de Portugal do que quando joga no clube.
À MARGEM
SUB-21
Os Sub-21 jogam hoje às 21h15 no Estádio Municipal da Anadia. Com o apuramento já garantido para o Europeu, as ‘Esperanças’ portuguesas tentarão manter a invencibilidade que já se cifra em nove jogos.
LIMITADOS
No treino de ontem no Estádio do Bessa, Costinha, Nuno Valente e Petit treinaram à parte. Apenas Costinha está excluído da partida frente à Letónia. Nuno Valente e Petit estão em dúvida para o encontro no Dragão.
GATO FAZ RIR
Os ‘Gato Fedorento’ estiveram na noite de domingo no estágio da selecção, fazendo rir a bom rir jogadores e técnicos. Após meia hora de ‘gags’ humorísticos, Figo até foi ‘convocado’ para jogar futebol de salão na quinta-feira.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)