Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Scolari entre os melhores seleccionadores de 2004

Luiz Felipe Scolari é desde ontem detentor de mais uma honraria no seu recheado palmarés. A distinção veio da Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS) que o considerou o terceiro melhor seleccionador nacional de 2004.
7 de Janeiro de 2005 às 00:00
É a segunda vez que aquele organismo premeia Scolari, pois em 2002, ano em que conduziu o Brasil ao título mundial, arrecadou naturalmente o primeiro lugar.
O vencedor foi desta vez o alemão Otto Rehhagel, que ao serviço da selecção da Grécia conquistou o Euro’2004. Em anos de Europeus ou Mundiais a lógica do seleccionador-ganhador parece prevalecer. Atrás de Rehhagel e antes do ‘sargentão’ surge outro sul-americano, o argentino Marcelo Bielsa, que actualmente já foi rendido no posto de seleccionador do país das pampas por José Peckerman.
O italiano Giovanni Trapattoni, agora ao serviço do Benfica, não surge no ‘top ten’, enquanto responsável pela ‘Squadra Azurra’, tendo-se quedado pelo 15.º posto, com seis pontos. Na lista dos dez mais merece destaque o facto de surgirem três técnicos brasileiros: Zico e Carlos Alberto Parreira, além do compatriota Scolari.
TOP TEN
Otto Rehhagel (nac.alemã) - Grécia - 261 pontos
Marcelo Bielsa (argentino) - Argentina - 134 pontos
Luiz Felipe Scolari (brasileiro) - Portugal - 98 pontos
Karel Bruckner (checo) - República Checa - 74 pontos
Carlos Alberto Parreira (brasileiro) - Brasil - 56 pontos
Morten Olsen (dinamarquês) - Dinamarca - 29 pontos
Zico ( brasileiro) - Japão - 23 pontos
Sven-Goran Eriksson (sueco) - Inglaterra - 22 pontos
Roger Lemerre (francês) - Tunísia - 19 pontos
10º Adnan Hamad Majid - Iraque - 18 pontos
Ver comentários