Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Scolari ruma ao Uzbequistão

Do Chelsea para o Bunyodkor, do Uzbequistão. Luiz Felipe Scolari assinou ontem um contrato para os próximos 18 meses com o desconhecido clube, confessando-se seduzido pelo projecto. "Alguém precisa de iniciar de uma forma diferente, como me foi proposto. Isto para que daqui a quatro, cinco ou mesmo dez anos o Uzbequistão esteja a discutir, em igualdade de condições, uma qualificação para todos os campeonatos que disputar", disse o ex-seleccionador nacional.
10 de Junho de 2009 às 00:30
Luiz Felipe Scolari vai tentar revolucionar o futebol do Uzbequistão
Luiz Felipe Scolari vai tentar revolucionar o futebol do Uzbequistão FOTO: Pedro Catarino

A vertente financeira também pesou muito na decisão de Scolari, que admitiu "atrair muitas vezes atletas e técnicos para trabalhar num país distante como o Uzbequistão." No entanto, as verbas do acordo não foram divulgadas.

A acompanhar ‘Felipão’ estará a sua equipa técnica, constituída por Flávio ‘Murtosa’ Teixeira, Darlan Schneider (preparador físico) e Carlos Pracidelli (treinador de guarda-redes). No Bunyodkor, o brasileiro vai encontrar o compatriota Rivaldo, que se sagrou campeão do Mundo em 2002 sob as suas orientações. "O objectivo é levar outros nomes no futuro, com grande projecção", sublinhou o treinador.

Todavia, Luiz Felipe Scolari, de 60 anos, não pensa terminar a sua carreira no Uzbequistão. "Passei 13 anos fora do Brasil e, como já estou na fase final da minha carreira, penso trabalhar mais quatro ou cinco anos. Quem sabe eu tenha a oportunidade de voltar em 2010 ou 2011 e trabalhar numa equipa brasileira", concluiu. n

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)