Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Se aquilo não é penálti, o que é?

A arbitragem de Carlos Xistra, na noite de sexta-feira no Restelo, fez levantar ondas de indignação no Restelo.
20 de Fevereiro de 2005 às 00:00
Em causa está um lance ocorrido na grande área do FC Porto, a nove minutos do termo do encontro (e quando o resultado estava em 0-1), no qual o avançado Lourenço parece ser estorvado ilegalmente pelo defesa Ricardo Costa, numa situação em que o desvio para o golo se adivinhava fácil. Perante os protestos dos adeptos, jogadores e demais responsáveis do clube da Cruz de Cristo, o árbitro mandou o jogo seguir.
Ontem, a frio, o CM ouviu o presidente do Belenenses lamentar-se da decisão de Carlos Xistra. Em tom comedido, Sequeira Nunes questiona: “Se aquilo não é penálti, então o que é preciso fazer para haver penáltis?”.
O líder dos azuis, contudo, escusou-se a avivar o fogo da polémica, servindo-se das apreciações da imprensa para lamentar a arbitragem de Carlos Xistra: “Que mais poderia eu acrescentar depois de tudo o que os jornais já disseram? Toda a gente que assistiu ao jogo verificou o que aconteceu”.
Sequeira Nunes não quis comentar até que ponto o lance contribuiu para derrota do Belenenses. Contudo, no ‘site’ do clube, são feitas críticas mais abragentes ao árbitro de Castelo Branco, recordando-se um episódio, num jogo de pré-época, em que Xistra expulsou Rodolfo Lima e terá feito depois confusão com Eliseu ou ainda um cartão vermelho mostrado no Restelo a Zé Pedro, considerado injusto pelos responsáveis dos ‘azuis’.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)