Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

SE NÃO MUDARMOS A ATITUDE LEVAMOS 12

Scolari antecipou para ontem a conferência de imprensa de lançamento do jogo de amanhã com a Rússia, no Estádio José Alvalade (21h15, RTP1). Para se insurgir contra as críticas da imprensa após o empate com o Liechtenstein, que considerou excessivas, e apelar aos adeptos para continuarem a apoiar a equipa. Mas também para exigir concentração total ante os russos.
12 de Outubro de 2004 às 00:00
“Se não mudarmos de atitude, em vez de dois golos levamos 12”, proclamou, pedindo a ajuda do povo. “Queria pedir aos portugueses para comparecerem em Alvalade, que levem cachecóis e os levantem alto quando tocar o hino. Queremos, no mínimo, 40 mil pessoas no estádio”.
O seleccionador entrou na sala de Imprensa com cara de poucos amigos e atirou-se aos jornalistas. “Vocês dos jornais exageraram nas críticas. Não foi o resultado esperado, mas também não foi um desastre mundial”, disse, não deixando contudo de assumir as suas responsabilidades, identificando o que correu mal e confirmando o raspanete dado aos jogadores, como noticiou ontem o CM: “Todos errámos. Eu dormi mal nessa noite e os jogadores também. Errámos na escolha da equipa inicial e final, na troca de passes e na participação defensiva. Foi isto que eu disse aos jogadores, falei da nossa passividade e do pensamento de que já tinhamos ganho por 2-0”.
Scolari falou depois das pressões que os clubes exercem sobre os jogadores, às quais Gilberto Madaíl também aludira, e lançou acusações graves, ao revelar que na derrota caseira com a Espanha (0-3), em Setembro do ano passado, verificou-se esse problema: “Nesse jogo, houve atletas que não meteram o pé porque foram encaminhados pelos seus técnicos e tive de fazer modificações”. Recorde-se que Sérgio Conceição e Maniche foram então afastados da selecção e o primeiro já não voltou. O técnico garante que ante o Liechtenstein não houve jogadores a pouparem-se. No entanto, deixou um aviso: “Quando tiver a certeza de que um jogador não deu tudo e não meteu o pé porque o treinador ou director do clube fez pressão, esse jogador não vem mais à selecção”.
O técnico deixou ainda um alerta: “Esta Rússia é melhor do que a do Europeu. A equipa está mais jovem, solta e trabalha a bola rápido. Vamos ter dificuldades”.
A VISÃO DOS JOGADORES
MIGUEL - LATERAL ESQUERDO
Miguel revelou que está recuperado: “Sinto-me em condições de jogar. Não joguei com o Liechtenstein mas o meu estado de espírito é igual ao dos outros: perdemos todos. Estamos conscientes de que foi vergonhoso e a melhor maneira de pedir desculpas é ganhar à Rússia. Era um jogo para ganhar mas houve desatenção da nossa parte. Não se repetirá. Agora só penso na Rússia e só depois no FC Porto. Darei tudo”.
HÉLDER POSTIGA - AVANÇADO
Postiga confirmou o raspanete de Scolari: “Foi um resultado muito mau, mas não foi escandaloso. Cometemos dois erros que resultaram nos golos do Liechtenstein. Mas já cometemos erros piores. É normal que Scolari não tenha ficado contente, como todos os portugueses. Não nos puxou as orelhas mas teve um diálogo de grande tristeza e nós merecemos. Se foi um diálogo ou um monólogo? Foi um monólogo”.
APONTAMENTOS
FERREIRA À ESQUERDA
Scolari testou ontem Paulo Ferreira a lateral-esquerdo, lugar que ante o Liechtenstein foi ocupado por Jorge Ribeiro, com Miguel a posicionar-se no lado direito da defesa. Esta deverá ser a única alteração para o jogo com a Rússia, pelo menos a avaliar pelo treino realizado ontem no campo da Estalagem do Sorraia, no Couço, perante 200 adeptos.
TODOS RECUPERADOS
Miguel, Simão e Deco estão recuperados e aptos a defrontar a Rússia, revelou ontem Scolari. Os três jogadores deslocaram-se anteontem a Lisboa para fazer exames cujos resultados foram positivos. No treino só foram poupados nos exercícios de finalização e marcação de penáltis.
ÚLTIMO TREINO
A selecção faz hoje, às 17h00, na estalagem do Sorraia, o último treino antes da partida. Antes, às 16h15, o capitão Costinha e um jogador a definir falarão aos jornalistas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)