Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

SE PERDER, MATAM-ME! CONTIGO ESTÁ TUDO BEM

Luiz Felipe Scolari projectou ontem o onze que a Selecção portuguesa vai apresentar esta noite, diante do Liechtenstein, com o qual tentará a terceira vitória consecutiva na fase de apuramento para o Mundial 2006. Teoricamente, este é um jogo fácil.
9 de Outubro de 2004 às 00:00
A história e os lugares ocupados pelas duas equipas no ‘ranking’ da FIFA (8.º do mundo contra o 151.º) diz mesmo que é um ‘match’ para goleada. Talvez por isto, o técnico tenha feito a concessão de divulgar a equipa inicial (já ontem anunciada pelo CM) na véspera do jogo.
Um ambiente de grande descontracção, de resto, marcou a conferência de Imprensa de lançamento deste jogo. Parece um particular. Scolari e Martin Andermatt, seleccionador do pequeno principado cravado na fronteira entre a Áustria e a Suíça, de apenas 32 mil habitantes, compareceram juntos perante os jornalistas.
Conheceram-se há duas semanas em Estocolmo e agora Andermatt ofereceu uma pequena lembrança ao homólogo da equipa portuguesa e Scolari fez questão de agradecer publicamente a cortesia, convidando-o para uma conferência conjunta, o que garantiu um cariz invulgarmente informal ao acto. Ao ponto de, entre ambos, terem trocado frases de simpatia, sempre em tom de brincadeira.
Por exemplo, quando alguém perguntou ao técnico anfitrião se acredita ser possível levar o 0-0 até final do jogo, Scolari antecipou-se: “Pode até vencer…”. Andermatt sorriu e exclamou que frente a uma equipa como Portugal “passar a linha de meio-campo já é um feito”.
De imediato ‘Felipão’ relembrou as dificuldades sentidas pela Grécia num jogo aqui disputado, antes do Europeu, que os helénicos ganharam por tangencial 2-1. Andermatt reagiu de pronto: “Sim, mas o nosso golo foi em fora-de-jogo”. E todos se riram. Depois, quando inquirido sobre a ‘desobrigação’ de ganhar este encontro, o técnico do Liechtenstein relembrou que são três pontos que se perdem. Scolari voltou a intrometer-se: “Se tu perderes três pontos, não há problemas. Agora, se eu os perder, matam-me!”
Antes desta troca de galhardetes, Scolari já tinha feito o discurso ‘oficial’, defendendo a ideia de que este tipo de jogos não pode ser abordado com leveza. “Seria hipocrisia minha dizer que não somos favoritos. Mas mantenho a ideia de que será muito difícil se não respeitarmos o adversário. E isso exijo sempre, sem concessões”.
No contexto da fundamentação da escolha de Jorge Ribeiro para o onze, Scolari disse já conhecer o seu trabalho na selecção de sub-21 e elogiou o papel dos clubes. “A selecção é como um móvel. Os jogadores chegam e nós só temos de puxar o lustro ao trabalho feito pelos treinadores nos clubes”. Mas não deixou de dar uma ‘bicada’: “Não entendo, por isso, a posição de alguns técnicos sobre o facto de os seus atletas estarem mais um ou menos um dia nas selecções”.
PAULETA PERSEGUE EUSÉBIO
Pauleta volta esta noite a envergar a braçadeira de capitão, no esquema de rotatividade imposto por Scolari. O avançado português está confiante num bom desempenho pessoal para um jogo contra um adversário “acessível, mas que deve ser respeitado”.
O açoriano concorda ser esta uma partida propícia aos avançados, mas adverte que, antes de mais, “é preciso garantir a vitória e os três pontos”. Como? Aí vai a táctica: “Boa circulação de bola é fundamental. Há que usar bem os flancos, de forma a que a bola possa surgir com frequência na zona de finalização. Depois, aos avançados pede-se que estejam lá. Nestas partidas, um ponta-de-lança não toca muitas vezes na bola, o mais importante é estar presente no momento certo. Acima de tudo é um jogo de paciência”.
O açoriano, que está a nove golos do máximo estabelecido por Eusébio em jogos da selecção (41), confessou ontem ter estipulado para si mesmo, como meta pessoal, superar essa marca antes do Mundial 2006. “É muito difícil, mas julgo ser possível”, adiantou.
Também Ricardo Carvalho falou sobre o jogo de hoje e da importância de se marcar cedo, de forma a conferir “outra tranquilidade a toda a equipa”. E à defesa em particular, que nestes jogos é obrigada a redobrada concentração. “Somos melhores que eles, mas temos de o provar dentro do campo. Sabemos da importância destes dois jogos, aqui e com a Rússia, por isso estamos preparados. Não vamos facilitar”.
APONTAMENTOS
LOUCURA NO TREINO
O Reinpark Stadium é pequeno. Tem capacidade para 3500 espectadores e vai estar lotado, maioritariamente por portugueses. Já ontem, no treino – uma peladinha, com Miguel a correr à parte – foi possível perceber que o ambiente desta noite será infernal… para a equipa da casa. Várias centenas de emigrantes marcaram ruidosa presença, criando desde logo um clima de festa.
NATAL DE 'FELIPÃO'
Um jornalista local perguntou a Scolari sobre os motivos que levaram Portugal a hospedar-se na Suíça e não no Liechtenstein. O seleccionador falou nas excelentes condições do hotel escolhido, que garante conforto, tranquilidade e inspiração. Mas diplomaticamente prometeu regressar em breve, com a família, para umas férias de Natal.
TERCEIRO CAPITÃO
Antes do jogo na Letónia, aquando das escolhas de Pauleta e Costinha para capitães da Selecção, Scolari tinha deixado na ar a ideia de promover uma terceira opção. Ontem, depois de inquirido pelo CM, reafirmou essa ideia, mas pediu mais algum tempo. Disse que Nuno Gomes (candidato natural) só agora regressou ao grupo, falou em “jogadores novos”, sem especificar, e prometeu novidades para o início do próximo ano.
TITULARES
Ricardo; Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade e Jorge Ribeiro; Costinha e Maniche; Cristiano Ronaldo, Deco e Simão, Pauleta.

GRUPO 3
CLASSIFICAÇÃO
1. Eslováquia: 7 pontos / 3 jogos
2. Portugal: 6 / 2
3. Estónia: 6 / 3
4. Letónia: 6 / 2
5. Rússia: 1 / 1
6. Luxemburgo: 0 / 3
7. Liechtenstein: 0 / 2
JOGOS
(18 Agosto 2004): Liechtenstein - Estónia: 1-2
(18 Agosto 2004): Eslováquia - Luxemburgo: 3-1
(4 setembro 2004): Rússia - Eslováquia: 1-1
(4 Setembro 2004tónia - Luxemburgo: 4-0
(4 Setembro 2004): Letónia - Portugal: 0-2
(8 Setembro 2004): Luxemburgo - Letónia: 3-4
(8 Setembro 2004): Eslováquia - Liechtenstein: 7-0
(8 Setembro 2004): Portugal - Estónia: 4-0
(9 Outubro 2004): Luxemburgo - Rússia:
(9 Outubro 2004): Eslováquia - Letónia:
(9 Outubro 2004): Liechtenstein - Portugal:
(13 Outubro 2004): Portugal - Rússia:
(13 Outubro 2004): Letónia - Estónia:
(13 Outubro 2004): Luxemburgo - Liechtenstein:
(17 Novembro 2004): Luxemburgo - Portugal:
(17 Novembro 2004): Liechtenstein - Letónia:
(17 Novembro 2004): Rússia - Estónia:
(26 Março 2005): Liechtenstein - Rússia:
(26 Março 2005): Estónia - Eslováquia:
(30 Março 2005): Eslováquia - Portugal:
(30 Março 2005): Estónia - Rússia:
(30 Março 2005): Letónia - Luxemburgo:
(4 Junho 2005): Rússia - Letónia:
(4 Junho 2005): Portugal - Eslováquia:
(4 Junho 2005): Estónia - Liechtenstein:
(8 Jnho 2005): Estónia - Portugal:
(8 Junho 2005): Letónia - Liechtenstein:
(8 Junho 2005): Luxemburgo - Eslováquia:
(17 Agosto 2005): Letónia - Rússia:
(17 Agosto 2005): Liechtenstein - Eslováquia
(3 Setembro 2005): Rússia - Liechtenstein:
(3 Setembro 2005): Portugal - Luxemburgo:
(3 Setembro 2005): Estónia - Letónia:
(7 Setembro 2005): Rússia - Portugal:
(7 Setembro 2005): Letónia - Eslováquia:
(7 Setembro 2005): Liechtenstein - Luxemburgo:
(8 Outubro 2005): Portugal - Liechtenstein:
(8 Outubro 2005): Eslováquia - Estónia:
(8 Outubro 2005): Rússia - Luxemburgo:
(12 Outubro 2005): Eslováquia - Rússia:
(12 Outubro 2005): Portugal - Letónia:
(12 Outubro 2005): Luxemburgo - Estónia:
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)