Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Sérgio Conceição: "Norte respeita normas de segurança"

Treinador aponta o dedo ao comportamento dos portugueses de outras regiões do País em matéria de distanciamento social. Técnico espera que adeptos festejem “uma vitória e o São João”
Ricardo Tavares 23 de Junho de 2020 às 01:30
Imagem 06 ABERTURA NOVA 34970985.tif (5750361) (Milenium)
Zé Luís falhou um penálti no 
último jogo, na Vila das  Aves
Daniel Ramos diz que reina a alegria entre os axadrezados
Imagem 06 ABERTURA NOVA 34970985.tif (5750361) (Milenium)
Zé Luís falhou um penálti no 
último jogo, na Vila das  Aves
Daniel Ramos diz que reina a alegria entre os axadrezados
Imagem 06 ABERTURA NOVA 34970985.tif (5750361) (Milenium)
Zé Luís falhou um penálti no 
último jogo, na Vila das  Aves
Daniel Ramos diz que reina a alegria entre os axadrezados
Sérgio Conceição defendeu esta segunda-feira as gentes do Norte, criticando de forma objetiva os portugueses de outros pontos do País. O treinador do FC Porto não tem dúvidas de que há uma clara diferença de comportamentos relativamente às normas de segurança traçadas pela Direção-Geral da Saúde no combate ao novo coronavírus.
“Em termos de comportamento social, as pessoas do Norte têm mostrado um grande respeito pelas normas de segurança que o Governo propõe, ao contrário de outras regiões do País, como sabemos”, afirmou esta segunda-feira o técnico portista na conferência de Imprensa de lançamento do dérbi da Invicta, esta noite, a partir das 21h15, no Estádio do Dragão, quando confrontado com o facto de o jogo com o Boavista se realizar a 23 de junho.

Sérgio Conceição tem consciência plena do que representa a noite de São João. “É uma noite tão querida na região Norte e em especial no Porto”, disse o técnico dos azuis-e-brancos, que lançou um desafio aos amantes do futebol: “Espero exatamente o mesmo tipo de comportamento que as pessoas [do Norte] têm tido, para que tudo decorra de forma normal e para que, no final, os adeptos do FC Porto estejam contentes, cada um no seu espaço, a festejar uma vitória e o São João”.

A data do encontro, recorde-se, ficou definida antes da retoma do campeonato, ou seja, em finais de maio. Recentemente, o Comando Metropolitano do Porto da Polícia de Segurança Pública (PSP) ponderou sugerir a mudança do dia do jogo, por questões de segurança, colocando o assunto à Direção-Nacional da PSP. Mas acabou por manter-se a data definida pela Comissão Permanente da Liga de Clubes.

FC Porto e Boavista, os clubes interessados, nunca manifestaram vontade de alteração do dia do dérbi portuense.

"Discutiremos o resultado"
“Vamos criar grandes dificuldades ao FC Porto e discutiremos o resultado”, afiançou, esta segunda-feira, o treinador do Boavista no lançamento da partida desta noite no Estádio do Dragão. Mas, para que isso aconteça, “a equipa tem de ser idêntica à dos últimos jogos”, acrescenta Daniel Ramos.

O treinador dos axadrezados sabe que ao FC Porto “tem faltado eficácia, mas não deixa de criar oportunidades. É um FC Porto forte. Será um jogo de grau de dificuldade alto. Os resultados não são condizentes com o que o FC Porto vale. A dinâmica está lá. Por isso, vai ser um jogo bastante complexo”. Daniel Ramos, contudo, acredita num bom desempenho dos seu pupilos, que formam um dos blocos defensivos mais sólidos do campeonato, e explica porquê: “Vejo uma equipa confiante e alegre. Vejo os jogadores disponíveis e espero que estejam todos recuperados do ponto de vista físico”.

"Não há tempo para recuperar"
Sérgio Conceição confessou “não ter a menor dúvida” de que é determinante para a sua equipa não ser ultrapassada pelo Benfica, porquanto “não há tempo para recuperar os pontos perdidos”, nomeadamente nos últimos quatro jogos da Liga em que o FC Porto só ganhou um.

"Temos de ganhar para ser campeões"

“Espero que o FC Porto seja competente e consiga ganhar o jogo, se queremos ser campeões”, referiu Sérgio Conceição, que sublinhou: “Isto não é de apostas. Trabalhamos para ganhar os jogos. Vai ser difícil.” O portista abordou, também, a questão da falta de eficácia da sua equipa, que nos últimos três jogos fez cerca de 70 remates, afirmando: “Não é só dizer que tivemos oportunidades construídas com uma dinâmica interessante, como tem sido dito, faltou fazer golo”.

Zé Luís fora do dérbi

Uma mialgia de esforço na face posterior da coxa esquerda afasta Zé Luís do dérbi desta noite. O internacional cabo-verdiano, segundo o boletim clínico portista, fez esta segunda-feira tratamento e ginásio.
Ver comentários