Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Só a vitória interessa

Paulo Bento, treinador do Sporting, reconhece que uma derrota frente ao FC Porto, esta noite, deixa a sua equipa numa posição muito complicada para chegar ao título. Desta vez, nem o empate pode ser considerado um resultado positivo. Não há mesmo volta a dar...
17 de Março de 2007 às 00:00
Correio da Manhã – Como antevê o clássico deste sábado?
Paulo Bento – Trata-se de um jogo em que uma das equipas parte em vantagem, porque tem mais nove pontos, e a outra vai à procura do prejuízo. Será um jogo com qualidade, mas não muito aberto na fase inicial.
– O Sporting está mais pressionado?
– Não sei se a pressão está mais do lado do Sporting. Quanto muito será uma pressão diferente. Existem três cenários: ficarmos a seis pontos, ficarmos na mesma ou mais distantes. A nós, pela distância pontual, só interessa a vitória. Mas ao FC Porto também, para não deixar aproximar os adversários. A posição do FC Porto é obviamente mais cómoda, pois nós, mesmo ganhando, continuamos a depender de terceiros.
– Este jogo para o Sporting é como uma final?
– É difícil dizer isso, pois o campeonato é uma prova de regularidade. Chegámos aqui com alguma inconstância, mas este é um jogo que nos pode e deve fazer acreditar que podemos lutar pelo título. Este jogo nunca nos vai arredar dessa luta. Mas reconheço que se ficarmos a 12 pontos tudo fica muito difícil.
– Em causa está também a questão do segundo lugar?
– Ainda há muitos jogos para fazer e um resultado positivo neste jogo permite outra abordagem do campeonato. Temos um objectivo desde o início da época e é esse que perseguimos: o título. Se não conseguirmos, tentaremos garantir a Liga dos Campeões, mas não damos prioridade a segundos objectivos antes deste jogo.
– A ausência do Liedson pode marcar muito a equipa?
– O Sporting jogou sem o Liedson frente ao Estrela da Amadora e já na época passada ele não jogou no Dragão. Claro que gostaria de ter todos os jogadores disponíveis. Ele não está, o Tonel, por lesão, também não e outros ainda por opção. O que temos de fazer enquanto equipa é tentarmos ser mais fortes do que um adversário que também faz do colectivo uma das suas principais armas.
– Que comentário lhe merece o castigo de dois jogos imposto a Liedson?
– Não me surpreendeu. Quando acabou o jogo em Leiria já sabia disso. Nem me surpre-ende que o fiscal de linha tenha levado quase nota dez. Se calhar, se tivesse expulsado os dois jogadores tinha uma nota mais baixa.
– Quem vai jogar ao lado de Polga?
– Qualquer jogador me dá garantias para essa posição.
– Quaresma terá marcação especial?
– O FC Porto vale pelo seu todo. É uma equipa muito bem organizada e forte a nível defensivo. Não haverá marcações individuais, mas vamos tentar anular os pontos fortes do adversário.
MARTINS FORA DOS ELEITOS
Carlos Martins voltou a ficar fora da lista de convocados de Paulo Bento. Uma medida recorrente nas últimas semanas (acontece pela quarta vez consecutiva) e que deixa perceber claramente que o médio já é uma carta fora do baralho para o técnico. Convocados: guarda-redes: Ricardo e Tiago; Defesas: Polga, Tello, Caneira, Miguel Garcia, Miguel Veloso e Abel; Médios: Farnerud, Pereirinha, Custódio, João Moutinho, Romagnoli e Paredes; Avançados: Nani, Alecsandro, Yannick e Bueno.
Entretanto, o Conselho de Justiça da FPF fez ontem saber que não recebeu do Sporting qualquer recurso sobre o castigo de dois jogos aplicado a Liedson após o jogo de Leiria.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)