Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

“Só me lembro da ambulância”

"Só me lembro de ter começado o jogo e de estar depois numa ambulância. Nem sei se cheguei a tocar na bola", disse ontem ao CM o avançado Almani Moreira, que, na quarta-feira, desmaiou nos minutos iniciais do jogo Sevilha-Partizan (3-0) relativo à quarta jornada do grupo C da Taça UEFA.

5 de Dezembro de 2008 às 00:30
Moreira teve a companhia de alguns jogadores do Sevilha no hospital
Moreira teve a companhia de alguns jogadores do Sevilha no hospital FOTO: Marcelo del Pozo, Reuters

O luso-guineense dos sérvios do Partizan chocou com dois adversários aos 3’ e caiu inanimado no relvado. "Sofreu um ligeiro traumatismo craniano quando chocou com Maresca e Escude, ficou algum tempo inconsciente, e teve uma paragem respiratória, revelou o Sevilha em comunicado, já depois de Moreira, de 30 anos, ter dado entrada no Hospital Virgen del Rocio.

Ao CM, o ex-jogador do Boavista, D. Aves, Gil Vicente e Gondomar garantiu estar bem de saúde. "Foi um pequeno grande susto. Fiz exames que nada acusaram, mas fiquei sob observação por precaução. Saí hoje [ontem] às 11h00 e segui viagem para a Sérvia. Agora tenho apenas de repousar durante dois dias", afirmou.

Assim que tomou consciência do que tinha acontecido, o avançado percebeu a preocupação geral no estádio Sanchez Pizjuan. "Temiam o pior porque o Puerta [n.d.r. ex-jogador do Sevilha falecido em Agosto de 2007 ] morreu de forma semelhante no mesmo campo. O meu telemóvel estava cheio de chamadas e mensagens de pessoas preocupadas comigo. A minha mãe ainda não parou de chorar, apesar de já lhe ter dito que estou bem ", contou.

Moreira agradeceu o gesto de "carinho" de todos. "Até alguns jogadores do Sevilha passaram grande parte da noite comigo no hospital. Obrigado", concluiu.

Ver comentários