Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Só vitórias dão alento

Os jogadores do Vitória de Setúbal, que continuam a debater-se com os problemas dos ordenados em atraso, deram ontem mais uma prova de profissionalismo. Sem deslumbrarem, mas com toda a justiça, os comandados de Norton de Matos bateram o Estrela da Amadora por 1-0. Fábio, autor dos três dos seis golos dos sadinos na Liga, voltou a ser o ‘abono de família’ da equipa ao ser decisivo na conquista dos três pontos.
7 de Novembro de 2005 às 00:00
Rui Borges tenta ‘roubar’ a bola ao sadino Nandinho que arranca em direcção à baliza de Bruno Vale
Rui Borges tenta ‘roubar’ a bola ao sadino Nandinho que arranca em direcção à baliza de Bruno Vale FOTO: Andre Kosters, Lusa
Nos primeiros 45 minutos, ambas as equipas realizaram fracas exibições. Os amadorenses, que à passagem dos 11 minutos ficaram reduzidos a dez elementos por expulsão (justa) de Maurício, limitaram-se a apostar, de forma esporádica, no contra-ataque.
Apesar do domínio de jogo ter pertencido por inteiro aos pupilos de Norton de Matos, os sadinos, a jogar em vantagem numérica, não conseguiam criar lances de perigo junto da baliza de Bruno Vale. Foi já perto do intervalo, aos 42 minutos, que Fábio inaugurou o marcador.
O avançado aproveitou um ressalto à entrada da área para, num remate forte e colocado, fazer o 1-0 com que se chegou ao intervalo.
Na segunda metade, a qualidade do jogo melhorou e houve emoção no Bonfim. Com o intuito de dar maior dinâmica ao ataque, Norton prescindiu de Dembelé no meio--campo e fez entrar Sougou que trouxe maior velocidade ao sector ofensivo do Vitória. Por outro lado, o treinador do Estrela, Toni, lançou Igor Souza que espevitou a sua equipa, a qual passou a rondar com maior frequência a baliza de Moretto.
Não obstante a reacção dos amadorenses na segunda parte, foi o Vitória que esteve mais perto de dilatar o marcador. Tchomogo, 74’, efectuou um remate cruzado espectacular no flanco direito que, por muito pouco, não surpreendeu Bruno Vale. Aos 86’, foi Sougou que também não aproveitou uma excelente desmarcação de Ricardo Chaves.
FICHA DO JOGO
Local: estádio do Bonfim, em Setúbal (5.000 espectadores)
Árbitro: Elmano Santos (Madeira)
VITÓRIA DE SETÚBAL: Moretto, Janício, Auri, Fonte, Nandinho, Bruno Ribeiro (Adalto, 63m), Ricardo Chaves, Dembelé (Sougou, 46m), Pedro Oliveira, Tchomogo (Binho, 78m) e Fábio. Treinador: Norton de Matos.
ESTRELA DA AMADORA: Bruno Vale, Tony, Maurício, Santa Maria, Amoreirinha (Igor Souza, 58m), Coutinho, Emerson (Rui Duarte, 46m), Pedro Simões, Semedo, Rui Borges (Valdir, 34m) e Manu. Treinador: Toni.
Marcador: 1-0, Fábio (42m)
Acção disciplinar: Amarelos - Bruno Ribeiro (14m), Amoreirinha (16m), Dembelé (44m), Ricardo Chaves (53m), Nandinho (65m), Tony (68m), Fonte (89m); Vermelho - Maurício (11m)
Melhor jogador: Nandinho.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)