Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Álvaro Sobrinho aplica 20 milhões no Sporting

Créditos de percentagens de passes de jogadores foram convertidos em ações da Sociedade Anónima Desportiva do clube de Alvalade no valor de 20 milhões de euros.
Nuno Miguel Simas 24 de Novembro de 2014 às 08:49
Álvaro Sobrinho foi presidente do BESAngola
Álvaro Sobrinho foi presidente do BESAngola FOTO: D.R.

O empresário Álvaro Sobrinho detém quase um terço da SAD leonina. O angolano é o principal investidor e rosto da Holdimo, empresa que reforçou para 29,8% a participação na SAD, que absorveu a Sporting Património e Marketing, S.A., aumentando assim o capital social de 39 milhões para 47 milhões. Depois, com a incorporação do crédito de 20 milhões da Holdimo, o capital social subiu para os 67 milhões de euros, segundo informação comunicada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

A Holdimo tinha um crédito de 20 milhões resultante de percentagens de direitos económicos de jogadores, que transitaram para a SAD. Mas a sociedade que gere o futebol ‘pagou’ a recuperação dos passes com a emissão de 20 milhões de ações, o que torna a empresa de Sobrinho acionista de referência. As anteriores percentagens de passes de jogadores ficam agora diluídas em ações da sociedade que gere o futebol.

O clube recuperou a percentagem de 28 jogadores, entre eles a do guarda-redes Rui Patrício (50%). O mesmo aconteceu com Bruma, Ilori, Jeffrén, Elias, Schaars e Arias, que entretanto foram vendidos. Ao que o CM apurou, está previsto novo aumento de capital da SAD, no valor de 18 milhões de euros.

O empresário era aliado de Ricardo Salgado até se ter incompatibilizado com o banqueiro. Passou, na altura, para o lado de José Maria Ricciardi e, para justificarem os encontros, referiram que se tratava de reuniões sobre o Sporting.

Ver comentários