Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Sport TV com prejuízo de 5,7 milhões de euros

Canal que emite campeonato nacional soma resultados negativos.
Ricardo Tavares 21 de Abril de 2021 às 08:26
Sport TV com prejuízo de 5,7 milhões de euros
Sport TV com prejuízo de 5,7 milhões de euros FOTO: Luís Manuel Neves
Voltaram a agravar-se as contas da Sport TV. A empresa de conteúdos desportivos que emite o campeonato português registou, no ano passado, prejuízos de 5,69 milhões de euros, um agravamento de 59% face ao período homólogo.

Em 2019, as perdas da Sport TV tinham sido de 3,57 milhões de euros.

O valor está inscrito no relatório e contas da NOS, referente a 2020, ano em que a operadora reduziu a zero o seu investimento na empresa de canais desportivos premium, depois de registar uma imparidade superior a 3 milhões de euros.

Recorde-se que a NOS detém 25% da Sport TV, a mesma percentagem da MEO, da Vodafone e do empresário Joaquim Oliveira, através da Olivedesportos. A NOS e a MEO são detentoras também dos direitos televisivos dos clubes portugueses dos principais escalões. A atual configuração acionista da estação de TV foi alcançada em 2016 e 2017, anos em que a MEO e Vodafone entraram no capital.

Os prejuízos da Sport TV nos dois últimos anos - num total de 9,2 milhões € - comparam com o balanço dos anos anteriores: em 2018 os lucros foram de 2,97 milhões e em 2017 de 4,9 milhões, segundo o ‘Negócios’. Mas os piores resultados reportam a 2015 e 2016, com prejuízos de 10,3 milhões e 11,3 milhões, respetivamente. A Sport TV está presente na oferta de canais da MEO, NOS e Vodafone mas deixou a Nowo em 2018.

“centralização dos direitos televisivos é importante”
“Temos de avançar rapidamente para a centralização dos direitos e não o digo apenas pelo Sp. Braga, mas por ser importante para todo o futebol português. Se queremos ser mais competitivos a nível europeu, necessitamos de mitigar as diferenças de orçamento”, disse António Salvador, presidente dos bracarenses, ao jornal espanhol ‘Marca’, que fez um trabalho de duas páginas sobre “o novo ‘grande’ do futebol português”.

O dirigente dos minhotos falou de injustiças, justificando com “as diferenças que existem na distribuição do dinheiro proveniente dos direitos televisivos, um fosso que continua a crescer”. 
Sport Tv NOS TV Vodafone Voltaram MEO economia negócios e finanças media Informação sobre empresas
Ver comentários