Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Sporting à Selecção!

Ultimamente, do Leste têm vindo alguns resultados surpreendentes. Só nesta semana, na ronda da Liga dos Campeões, aconteceram coisas de que ninguém estaria à espera. O Dínamo de Kiev foi empatar a San Siro com o Inter, os romenos do Unirea, de quem poucos tinham ouvido falar, foram a Glasgow golear o Rangers por 4-1 e, para cúmulo das proezas, os russos do Rubin Kazan atreveram-se a sair de Camp Nou com uma vitória sobre o Barcelona.
24 de Outubro de 2009 às 00:00
Sporting à Selecção!
Sporting à Selecção!

Os adversários da selecção portuguesa nos ‘play-off’ de qualificação para o Mundial vêm, precisamente, dessas bandas do Leste. E se é verdade que, antes do sorteio, não havia patriota português que não suspirasse pela Bósnia-Herzegovina, assim que a mesma nos coube em sorte como derradeiro obstáculo até à África do Sul logo se verificou uma guinada nos corações lusos e, assustadoramente, iniciou-se o desfile das superiores qualidades de um adversário que de desejado passou a temido.

 

Não é mau princípio, antes pelo contrário, respeitar todo e qualquer oponente. Foi por sobranceria de atitude que a selecção portuguesa se viu em grandes dificuldades para assegurar esta derradeira hipótese de apuramento para o Mundial do próximo Verão. A Bósnia-Herzegovina parecia um doce porque, no seu último jogo, foi goleada em casa pelos espanhóis, campeões da Europa. Mas logo foram feitas outras contas e chegou-se à conclusão de que se nos dez jogos de apuramento tinham conseguido marcar 25 golos é porque são senhores de uma força atacante poderosa. Pois muito bem, são fortes no ataque, há que ter cuidado, porque são muito bósnios estes bósnios.

 

Numa visita a uma escola, Rui Costa falou às criancinhas das hipóteses da Selecção, que representou  durante tantos anos, e alertou-as para o facto de “a Bósnia não ser só boa no ataque”. Foi um bom serviço prestado pelo actual director desportivo do Benfica. Quem fala às crianças acaba sempre por dar recados aos adultos…

Na FPF, os dois jogos estão também a ser levados a sério. Carlos Godinho foi imediatamente mandado na qualidade de espião para Sarajevo e regressou com um relatório preocupante: “O relvado está em péssimo estado. Aquilo nem é bem um relvado, antes uma mistura de relva, erva e trevos.” Seria, portanto, da máxima conveniência que Miguel Veloso, João Moutinho e Liedson fossem titulares. Porque, já estando habituados, não vão estranhar o tapete.

 UM CARTÃO AMARELO PARA O CESTO DA ROUPA

 

Os três grandes concluíram com proveito os encontros que lhes saíram em rifa na jornada da Taça. Olhando para os resultados, de tão folgados, quase se poderia admitir que não houve casos nem protestos contra as equipas de arbitragem. Ora, as coisas não se passaram tão pacificamente, como se poderia julgar perante a menor valia dos adversários.

 

Ouçamos os protagonistas… Joaquim Mendes, treinador do Sertanense Forever (chamam-lhe Sertanense Forever no Dragão porque lhes está destinado para sempre como adversário), não gostou nada do trabalho do árbitro João Capela e contabilizou duas grandes penalidades perdoadas aos tetra-campeões nacionais. Lázaro Oliveira, treinador do Penafiel, também se considerou prejudicado no jogo com os tetra-vice-campeões nacionais: “Paulo Baptista inventou o penálti que deu o 2-0 e o jogo ficou decidido.”

 

Mas aconteceu em Monsanto o caso que mais deu que falar. E em prejuízo do Benfica. Findo o intervalo, Felipe Menezes regressou da cabina com a camisola de David Luiz vestida porque se terá enganado no cesto da roupa. O árbitro foi alertado pelo repórter da TVI (mas que amadorismo!) e dirigiu-se ao jovem brasileiro, que se desculpou dizendo: “Senhor árbitro, perdão, errar é humano.” Foi por isso que levou logo com um cartão amarelo. Errar será humano mas isso só vale para os árbitros.

 

POSITIVO

 

BENFICA EUROPEU

 

Depois da lamentável noite de Atenas, o Benfica precisava de mostrar que o seu fulgor não é apenas para consumo interno. A resposta foi dada de forma categórica perante um Everton que nem teve hipótese de respirar.

 

HULK RENASCE

 

 Hulk esteve em grande durante a pré-temporada do FC Porto. Quando a competição a sério começou, pareceu eclipsar-se. Os dois golos que marcou  aos cipriotas do Apoel garantiram a importante vitória portista.

 

 

NEGATIVO

 

LOUIS SAHA DESPREZADO

 

O Benfica tem más recordações de Saha quando era jogador do Manchester. O regresso de Saha à Luz, agora com o Everton, foi um não-acontecimento. O avançado ficou no banco e quando entrou já era tarde.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)