Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

SPORTING CHAMA CNAD

Os futebolistas do Sporting foram ontem à noite, já depois das 22h00, submetidos a um controlo antidoping realizado pelo CNAD, a pedido do clube de Alvalade, "na sequência das notícias vindas do estrangeiro" após o jogo frente ao Malmö.
17 de Outubro de 2003 às 01:03
Gomes Pereira, responsável clínico da SAD, voltou a referir-se a “uma situação injusta para o clube e seus profissionais, e que obrigou a uma medida extrema para salvaguardar a imagem e o bom-nome do Sporting”, para explicar a posição dos dirigentes. Assim, um a um, todos os jogadores foram chegando a Alvalade, disponibilizando-se para realizarem os exames considerados esclarecedores. Renato Graça foi um dos médicos do CNAD a efectuar os testes aos jogadores.
Refira-se que o plantel até gozava um dia de folga, mas o facto de este controlo salvaguardar a imagem dos próprios atletas minimizou o mal-estar no grupo de trabalho.
Ainda na Suécia, o hotel onde se alojou a equipa tinha sido visitado por agentes da brigada de narcóticos de Malmö, por ter sido encontrada uma seringa num quarto de jogadores "leoninos", no caso de Beto e Andersson Polga. Logo aí, todas as explicações foram facultadas aos agentes policiais, mas ontem o tema mereceu amplo destaque na imprensa sueca, o que despoletou a tomada de posição da SAD.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)