Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Sporting: Pedro Baltazar promete 15 a 25 milhões para o futebol

O candidato à presidência do Sporting Pedro Baltazar garantiu esta quinta-feira um investimento de curto prazo "entre 15 e 25 milhões de euros" para o futebol e promete "uma equipa vencedora com os jogadores que Zico vai atrair para Alvalade".
24 de Março de 2011 às 20:55
Candidato à presidência dos leões espera que Zico consiga atrair bons jogadores a custo reduzido
Candidato à presidência dos leões espera que Zico consiga atrair bons jogadores a custo reduzido FOTO: Pedro Ferreira / Record

"Se conseguirmos, como eu penso, arrecadar 10 milhões em vendas com jogadores do actual plantel, poderemos investir até 25 milhões para montar uma equipa competitiva", disse Pedro Baltazar em entrevista à agência Lusa, a dois dias das eleições a que concorrem também Bruno de Carvalho, Luís Godinho Lopes, José Dias Ferreira e Sérgio Abrantes Mendes.  
 
O candidato fala em aquisições cirúrgicas, a preço de mercado, não inflacionadas, além de outras para as quais conta com o prestígio do treinador brasileiro Zico, capaz, no seu entender, de levar jogadores de valia para o Sporting a preços mais baixos que os de mercado.  

Em termos de médio prazo, Pedro Baltazar promete a criação de "um fundo de terceira geração para patrocinadores e investidores financeiros", outro fundo "associado à academia" e uma "equipa vitoriosa", que lhe permitirá "vender mais 'game boxes' [bilhetes de época] e atrair patrocinadores, os quais diz não só conhecer bem como ter a exacta noção das suas necessidades. 

Em relação ao fundo de 15 milhões do Banco Espírito Santo, negociado pela direcção cessante, que terá como activos uma pequena percentagem de jogadores do actual plantel, reafirma que irá tentar rapidamente colocá-lo no mercado e, caso não haja tomadores, garante que alguns membros da sua lista poderão cobrir esse montante.  

Pedro Baltazar critica duramente o fundo russo do candidato Bruno de Carvalho de 50 milhões: "Esse famigerado fundo permitiria aos russos, sem entrarem com um tostão, tomar conta do futebol do Sporting no espaço de um ano".  

Quanto aos 40 milhões de euros que outro candidato, Godinho Lopes, garantiu ter assegurado para investir na equipa de futebol, considera que essa linha de crédito prometida pela Banca, com base em activos que devem ser as bombas de gasolina, têm um "preço elevado" para o Sporting.  

"Se a Banca encarar essa possibilidade de investimento, só usarei o necessário. Prefiro ter a medida da moratória dos juros que considero fundamental e dar outro músculo à SAD do Sporting", explicou Pedro Baltazar, advertindo para a repetição do que se tem passado nos últimos anos, visto que "sempre que a Banca faz mais investimento do Sporting aumenta o custo da dívida". 

Uma das medidas com que vai avançar é uma "auditoria às contas" do Sporting, por forma a perceber "como é que o passivo do Sporting passou em 15 anos de 27 para 280 milhões de euros".
 
O candidato justificou a razão de nunca se ter demarcado do modelo financeiro do Sporting quando foi administrador entre 2008 e 2010, argumentando que era "administrador não executivo da SAD quase por obrigação decorrente do facto de ter uma participação superior a 10 por cento [12]" e a que sua  posição foi "sempre de crítica, mas ao mesmo tempo de solidariedade às decisões tomadas".  

 

Assumiu-se "contra as ideias" do projecto Roquette que "levaram o Sporting  ao momento negro em que se encontra" e considera que a sua equipa é a "única capaz de inverter a situação e montar uma equipa de futebol altamente competitiva". 

sporting pedro baltazar eleições
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)