Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Sporting SAD encaixa 65 milhões de euros com a cedência das receitas dos direitos televisivos

Leões acordam com a Apollo a antecipação dos valores que iria receber da NOS.
20 de Março de 2019 às 18:30
Frederico Varandas
Frederico Varandas
Frederico Varandas
Frederico Varandas
Frederico Varandas
Frederico Varandas
A Sporting SAD celebrou um acordo para a titularização dos direitos de transmissão televisiva encaixando 65 milhões de euros, indicou esta quarta-feira, 20 de março, a sociedade anónima desportiva "leonina" em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O que significa que o Sporting cede as reeitas que tem a receber da NOS ao fundo Apollo que adianta desde já os valores. De acordo com o documento, o encaixe financeiro destina-se a "substituir passivos, financeiros e não-financeiros".

Os créditos cedidos "servirão para colateralizar a emissão de obrigações titularizadas até ao reembolso integral das mesmas", assinala a SAD.

Os créditos em questão respeitam aos direitos de transmissão televisiva e multimédia, de exploração da publicidade no estádio de Alvalade, os direitos de distribuição da Sporting TV e os direitos de patrocinador principal celebrado no final de dezembro de 2015 com a NOS. 

Leia o comunicado na íntegra:

"A SPORTING CLUBE DE PORTUGAL – FUTEBOL, SAD ("Sporting SAD" ou "Sociedade"), vem, nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º-A n.º 1 do Código dos Valores Mobiliários, informar o mercado, nos seguintes termos:

1. A Sociedade procedeu, na presente data, à cessão dos créditos decorrentes do contrato de cessão de direitos de transmissão televisiva e multimédia, de exploração da publicidade estática e virtual do Estádio José Alvalade, de distribuição do canal Sporting TV e direitos de patrocinador principal, celebrado a 28 de Dezembro de 2015, entre a Sporting SAD, a Sporting Comunicação e Plataformas, S.A. e a NOS Lusomundo Audiovisuais, S.A.

2. Os créditos cedidos servirão para colateralizar a emissão de obrigações titularizadas até ao reembolso integral das mesmas, tendo ficado assegurados mecanismos contratuais necessários, que permitirão à Sporting SAD recuperar a titularidade ou benefício económico dos créditos, simultaneamente com o reembolso das obrigações titularizadas, o que poderá acontecer antecipadamente e a qualquer momento na sequência de solicitação da Sociedade.

3. Esta operação permitiu o encaixe financeiro no montante de € 65.000.000, destinando-se as receitas líquidas da mesma a substituir passivos, financeiros e não-financeiros.

Lisboa, 20 de Março de 2019.

O Representante das Relações com o Mercado"

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)