Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

‘Stoj’ no centro da violência

O guarda-redes Stojkovic entrou no nosso balneário a tremer. O intérprete explicou que tinha recebido ameaças e que tinha havido mesmo uma tentativa de ataque ao autocarro." As palavras de Cesare Prandelli, seleccionador de Itália, demonstram bem o clima de terror vivido na terça-feira antes e durante o Itália-Sérvia (interrompido aos 6’).
14 de Outubro de 2010 às 00:30
Ivan Bogdanov foi um dos hooligans sérvios detidos durante o Itália-Sérvia
Ivan Bogdanov foi um dos hooligans sérvios detidos durante o Itália-Sérvia FOTO: Zennaro Luca/EPA

O guarda-redes, cedido pelo Sporting ao Partizan, foi o rastilho de toda a violência que assolou a cidade de Génova e que levou à detenção de 17 adeptos sérvios. Elementos ligados ao Estrela Vermelha – rival do clube do ex-leão – responsabilizaram-no pela última derrota da selecção (1-3 com a Estónia). ‘Stoj’, que entretanto agradeceu o apoio e garantiu estar concentrado no próximo jogo com o Sp. Braga (Champions), acabou ameaçado e foi alvo de tentativa de agressão em Itália. Já no estádio, negou-se a sair do balneário.

A imprensa dá conta de que o guardião foi o pretexto para a violência entre as várias facções nacionalistas sérvias. A UEFA está a investigar os incidentes, e tanto a federação sérvia como a italiana (responsável pela organização do jogo) deverão ser punidas. A possibilidade de afastar a Sérvia da fase de qualificação do Europeu não está descartada.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)