Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Super limitados na... festa

Os Super Dragões vão associar-se à festa da conquista de mais um título do FC Porto, apesar dos condicionalismos que têm denotado desde que foram acusados da alegada emboscada a Co Adriaanse: “Estamos um pouco limitados devido às condicionantes que o FC Porto nos coloca”, explicou um dos responsáveis da claque, Rui Teixeira, prometendo o tributo aos campeões aquando da recepção ao Guimarães.
28 de Abril de 2006 às 00:00
“Estamos a tentar fazer uma coreografia. Mas se o FC Porto não quiser, teremos de levar a coreografia para o Bessa”, explicou este elemento da claque mais representativa do clube, remetendo para a SAD o fim das hostilidades: “Consideraram-nos culpados por aquilo que aconteceu ao treinador e como tal decidiram cortar o apoio e qualquer tipo de relacionamento. Todas as pessoas são inocentes até prova em contrário e ainda ninguém provou que sejamos culpados de tal situação”, recorda Rui Teixeira.
Para o jogo com o Guimarães, os Super Dragões prometem festa até ao fim, quanto mais não seja através dos cânticos, como se ouviram em Penafiel e onde o nome de Jorge Costa não foi esquecido: “Não foi para afrontar ninguém. Jorge Costa foi um dos nossos capitães e a presença dele vai além do campo de futebol”, justificou.
No Olival, a equipa de futebol retoma hoje a preparação para o jogo com o Guimarães, enquanto que pelo Dragão arranca o IV Congresso de Filiais e Delegações do FC Porto.
Ver comentários