Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Surpreendente Geremi

Um pontapé que deixou José Mourinho de queixo caído. Foi assim que o Chelsea chegou no sábado a mais uma vitória na Liga inglesa, através de um fantástico golo do camaronês Geremi, na transformação de um livre-directo. O facto não merecia mais do que alguns adjectivos de circunstância, não fosse dar-se o caso de Geremi nunca ter marcado um golo assim, de livre-directo, e de Mourinho ter falado no assunto, para confessar a sua surpresa pelo sucedido.
20 de Novembro de 2006 às 00:00
“A forma como o ‘livre’ é marcado estava planeada. Há três jogadores perto da bola que têm de se movimentar de uma certa maneira no sentido de criar incerteza na barreira e no guarda-redes contrário. Quem remata, isso já é com eles. São os jogadores que decidem, no momento, que marcam, tendo em conta factores como a posição da bola, a distância da barreira, a colocação do guarda-redes ou a inspiração de cada um”, explicou Mourinho.
Desta vez, os três jogadores junto à bola eram Drogba, Lampard e Geremi. Este último seria só para causar distracção, pois são os outros dois que normalmente rematam. Inesperadamente, o camaronês arranca, bate na bola com força, esta passa a barreira e entra no ângulo superior esquerdo da baliza contrária, tornando escusado o voo do guarda-redes. Um grande golo. Mourinho sorriu. Não pelo golo. “É que nunca pensei que o Drogba e o Lampard o autorizassem a rematar”, explicou mais tarde. “Ele já tem feito coisas bonitas. Bons cruzamentos, excelentes assistências para Drogba ou até marcar golos. Desta vez, foi um grande golo”, acrescentou o técnico.
Mais do que um lance bonito, foi um golo importante, que permite manter o Chelsea a três pontos da liderança e manter tensa a corda que o separa do Manchester United. Isto a uma semana do embate, que se adivinha faiscante, entre as duas equipas, em Old Trafford.
RONALDO ESTÁ CONFIANTE
Cristiano Ronaldo garantiu ontem ter total confiança “na conquista de todas as competições em que o Manchester United está envolvido”. Em declarações à Imprensa inglesa, o internacional português diz que a sua equipa “recuperou o espírito que a transformou num clube campeão ao longo dos anos. Se derem atenção ao que está a acontecer na Liga inglesa, vão reparar que ninguém é superior ao Manchester United. Nem mesmo o Chelsea, que tem tido muito sucesso nos últimos anos”, acrescentou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)