Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Técnicos portugueses dominam na Liga

FC Porto e Sporting mantiveram a confiança em Jesualdo Ferreira e Paulo Bento, enquanto o Benfica tem Jorge Jesus. Desde 2007/08 que os três grandes não apostavam de início em treinadores nacionais.
27 de Junho de 2009 às 00:00
Jesualdo vai tentar o Penta
Jesualdo vai tentar o Penta FOTO: d.r.

Em cada português há um treinador de bancada. O adágio popular, tantas vezes confirmado em conversas de café, tem agora expressão também dentro do campo, onde todas as equipas da Liga apostam em técnicos portugueses.

Com a saída do espanhol Quique Flores, do Benfica, desapareceu o último representante do contingente estrangeiro. E os clubes viraram-se, em definitivo, para o produto interno. 'É uma aposta que traduz a competência demonstrada nos últimos anos', frisa José Pereira ao Correio Sport. O presidente da Associação de Treinadores não hesita em recorrer à estatística para suportar as evidências da realidade. 'Temos nove seleccionadores no estrangeiro e 55 técnicos espalhados pelo Mundo.'

Citando o nascimento de uma 'escola portuguesa' de treinadores, o líder da classe justifica ainda a hegemonia nacional com a 'garantia de sucesso rápido'. 'Nós conhecemos melhor o futebol português e aqui as pessoas querem sempre ganhar. E ganhar nem é para amanhã, mas sim para ontem', explica.

Apesar das provas dadas, a actual crise económica também não é de desprezar na hora dos dirigentes escolherem um líder para a equipa. E ser português significa ainda, muitas vezes, ser mais barato: 'O factor económico pode ter alguma influência e admito que isso aconteça nas equipas com orçamentos mais reduzidos. Nos grandes isso já não acontece.' Todavia, é pública a poupança feita pelo Benfica com a troca Quique Flores–Jorge Jesus. Uma poupança que se traduz em cerca de 500 mil euros por ano, ou seja, metade em relação à época anterior.

Já FC Porto e Sporting optaram por manter os rostos dos derradeiros três anos – Jesualdo Ferreira e Paulo Bento. Desde 2007/08 que os três grandes não tinham em simultâneo treinadores nacionais.

O pleno português parece assegurado, mesmo com a possível exclusão do E. Amadora. Nesse cenário, a vaga deverá ser ocupada pelo Belenenses e por mais um português: João Carlos Pereira.

MOURINHO 'O MAIS CARO'

A crise económica pode afectar os clubes portugueses, mas nem todos os treinadores portugueses são sinónimo de menos custos.'O técnico mais caro do Mundo é português', salienta José Pereira, atirando de imediato um nome bem conhecido: 'José Mourinho'. 'Ele é um bom exemplo do que se faz por cá, mas temos outros', assegura. O treinador do Inter de Milão aufere cerca de nove milhões de euros/ano. O líder da Associação de Treinadores frisa ainda que agora 'são os estrangeiros que andam com o bloco na mão a fazer pergun-tas'.

RADRIOGRAFIA DOS TÉCNICOS DA LIGA

Jesualdo Ferreira (FC Porto) - Jesualdo Ferreira tem a oportunidade de conseguir um feito histórico: o ‘tetra’ individual e o segundo pentacampeonato da história do FC Porto.

Paulo Bento (Sporting) - É o técnico mais antigo, a liderar o Sporting desde Novembro de 2005, e renovou agora por mais dois anos.

Jorge Jesus (Benfica) -  Aos 54 anos, Jesus tem o maior desafio da carreira: recuperar o título para o Benfica.

Manuel Machado (Nacional) - O técnico, de 54 anos, conseguiu um excelente 4.º lugar. Agora, o desafio será maior, com a presença dos madeirenses na Liga Europa.

Domingos Paciência (Sp. Braga) - Aos 40 anos tem um teste de fogo. Sucede a Jesus, após deixar a Académica na melhor classificação dos últimos 25 anos (7.º).

José Mota (Leixões) - Liderou em 2008/09 a equipa-sensação. O 6.º lugar foi uma surpresa mas a confirmação está marcada para a nova época.

Rogério Gonçalves (Académica) - É uma das novidades da nova temporada. Com 49 anos, encontra uma herança pesada (de Domingos) na equipa dos estudantes.

Nelo Vingada (V. Guimarães) - Nelo Vingada preenche o vazio deixado por Manuel Caju-da, depois de nem uma semana ter ficado nos egípcios do Al-Ahly.

Carlos Carvalhal (Marítimo) - Tomou conta do Marítimo já com a carruagem em andamento. No entanto, sucedeu bem a Lori Sandri e alcançou o 9.º lugar.

Paulo Sérgio (Paços Ferreira) - A época tranquila na estreia na Liga, coroada com a presença na final da Taça de Portugal, garantiu a continuidade na Mata Real.

Lázaro Oliveira (E. Amadora) - Sucedeu bem a Lito Vidigal, mas o seu futuro e o do clube continuam envoltos num mar de dúvidas... e dívidas.

Carlos Brito (Rio Ave) - O regresso a Vila do Conde correu bem ao técnico, que salvou o clube da despromoção. A manutenção volta a ser o objectivo.

Ulisses Morais (Naval) - A última temporada decorreu sem sobressaltos e não constituiu surpresa a continuidade na Figueira da Foz do técnico de 49 anos.

Carlos Azenha (V. Setúbal) - Depois de dois anos como adjunto de Jesualdo Ferreira, surge a primeira aventura como líder de uma equipa, em Setúbal.

Jorge Costa (Olhanense) - Em Braga não se saiu muito bem, mas em Olhão alcançou o título de campeão da Honra. Agora, as dificuldades serão bem maiores.

Manuel Fernandes (U. Leiria) -  Conseguiu uma missão quase impossível, ao subir os leirienses depois de assumir a equipa que ocupava o 14.º lugar.

APENAS TRÊS INTRUSOS NESTA DÉCADA

Laszlo Bölöni (Roménia), Giovanni Trapattoni (Itália) e Co Adriaanse (Holanda). Assim se resume a história dos intrusos estrangeiros que se sagraram campeões nesta última década. Apenas três para nove campeonatos, onde se destaca já o peso de Jesualdo Ferreira, com outras três vitórias. O resto da década fica completa com o ‘bi’ de José Mourinho e o inédito título de Jaime Pacheco pelo Boavista.

SAIBA MAIS

CHICOTADA PRECOCE

Manuel Cajuda foi a primeira ‘chicotada psicológica’ da época. Ou a última de 2008/09. O ambiente entre o técnico e a direcção do V. Guimarães ‘azedou’ com as recentes críticas de Cajuda.

63

Idade do treinador mais velho da Liga. Aos 63 anos, Jesualdo Ferreira vai tentar conquistar o ‘penta’ para os dragões.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)