Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Temos de ganhar

O FC Porto recebe esta noite no Estádio do Dragão os alemães do Hamburgo, na terceira jornada do Grupo G da Liga dos Campeões. Uma partida a que estão obrigados a vencer, depois da derrota e empate respectivamente frente ao Arsenal e CSKA, nas duas anteriores jornadas da prova milionária da UEFA.
17 de Outubro de 2006 às 00:00
 Jesualdo não abordou o caso Bosingwa, mas conversou com Anderson
Jesualdo não abordou o caso Bosingwa, mas conversou com Anderson FOTO: Estela Silva/EPA
Com Bosingwa afastado da equipa por motivos disciplinares – “são assuntos internos, pelo que não vale a pena colocarem mais perguntas sobre esse assunto” –, o técnico Jesualdo Ferreira deverá recorrer ao internacional Ricardo Costa para o lado direito da defesa, numa equipa que não deverá apresentar muitas mais alterações, depois do recente regresso aos triunfos com o Marítimo.
Uma vitória à qual os ‘dragões’ esperam dar continuidade agora na Liga dos Campeões – “Este jogo não é decisivo, mas é importante e temos de ganhar” –, tanto mais que o adversário desta noite não se encontra no seu melhor: “O Hamburgo está mal no campeonato, mas são duas competições diferentes”, avisou Jesualdo Ferreira, que para este embate no Dragão promete uma equipa “com a mesma atitude de sempre”.
Com Hélder Postiga ao melhor nível, depois dos dois dos três golos apontados ao Marítimo, algumas das atenções centram-se no internacional português para derrubar a muralha defensiva alemã. Jesualdo Ferreira chama a atenção para o facto de que Postiga “não faz golos sozinho”, recordando que há também outros jogadores do FC Porto que se encontram próximo do seu melhor nível, com inegáveis reflexos na produção da equipa: “A equipa está mais forte e o FC Porto sai beneficiado.”
Ontem, no último ensaio para o jogo com o Hamburgo, não passou despercebido um breve diálogo mantido entre o treinador e Anderson. Na conferência de Imprensa em que Jesualdo abordou o jogo com os alemães, o treinador justificou aqueles breves instantes com o estratego e menino prodígio, para corrigir alguns dos lances protagonizados por Anderson no jogo com o Marítimo: “Tem de haver avaliação em cada jogo. Se não formos capazes de avaliar com objectividade o que produzimos, a evolução é menor”, justificou o professor.
Acima de tudo, Jesualdo pretende um FC Porto mais eficaz, para que não se repita o empate consentido diante do CSKA.
RAUL MEIRELES GARANTE FCP TRANQUILO
Raul Meireles garante que o FC Porto está “bastante tranquilo” para o importante jogo desta noite frente ao Hamburgo.
O internacional sub-21 acrescenta que a equipa está apostada em “conseguir os três pontos”, independentemente de também reconhecer que o Hamburgo se trata de um adversário “forte colectivamente”.
Indiferente à posição em que joga – “sinceramente, prefiro é jogar” –, Raul Meireles tranquiliza os adeptos deixando claro que frente aos alemães o FC Porto vai jogar para vencer.
Para o jogo frente ao Hamburgo, o técnico Jesualdo Ferreira chamou Jorginho e Fucile, por troca com Diogo Valente e Bosingwa, que foi punido disciplinarmente na sequência do desentendimento com o treinador no intervalo do jogo com o Marítimo.
Ontem, Bosingwa esteve afastado pela segunda vez do seu grupo de trabalho. O lateral direito trabalhou sozinho no ginásio, depois de no domingo ter sido dispensado do primeiro treino de preparação para o Hamburgo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)