Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Tempo aperta Moreira

Ronald Koeman estabeleceu um prazo-limite para a recuperação de Moreira: se amanhã o guardião não estiver nas condições físicas ideais para treinar com o plantel, o técnico entregará a Quim a responsabilidade de defender as redes do Benfica frente ao FC Porto.
11 de Outubro de 2005 às 00:00
O departamento médico dos ‘encarnados’ e o próprio jogador correm contra o tempo e, nesta fase, ninguém arrisca uma previsão.
Moreira contraiu uma artrite no joelho direito provocada por uma pancada sofrida no jogo com o V. Guimarães e o que inicialmente se pensava ser um problema fácil de debelar acabou por complicar-se.
Ontem, o guardião foi reavaliado, após dois dias de repouso absoluto, e o joelho ainda apresentava alguma inflamação, tendo por isso realizado apenas tratamento e trabalho de ginásio. As perspectivas não são, como se percebe, nada animadoras, mas na Luz ainda não se perdeu a esperança.
Quim, que se encontra ao serviço da Selecção, espreita a possibilidade de jogar no Dragão, naquela que seria uma estreia tremenda, esta temporada, em jogos oficiais.
Na última época, Moreira também começou como titular, condição que lhe seria retirada por Giovanni Trapattoni após a derrota (1-4) no Restelo à 14.ª jornada. Quim avançou então para a baliza do Benfica e não mais a largou até final da época, excepção feita ao jogo fora com o Estoril (2-1), na 30.ª ronda, no qual Moreira foi o escolhido.
Quim acabou por realizar 19 jogos, contra 15 de Moreira, assumindo papel de destaque na conquista do título.
Com a chegada de Koeman, no início da época, ambos começaram do zero e Moreira conseguiu convencer o técnico, tendo sido titular em todos os jogos oficiais realizados até ao momento.
RICARDO ROCHA APTO
Enquanto se mantém a dúvida em torno de Moreira, Ricardo Rocha está praticamente recuperado da lesão no adutor direito. O central já fez ontem treino individual no relvado da Luz e tudo indica que poderá alinhar no Dragão.
CASO FEHÉR AINDA ESPERA
Os advogados de Benfica (João Correia) e FC Porto (Paulo Samagaio) não compareceram ontem à audiência preliminar do caso Fehér, no Tribunal Cível do Porto, destinada a procurar a conciliação entre as partes.
O caso diz ainda respeito à transferência do malogrado jogador, a custo zero, do FC Porto para o Benfica, em 2002. Os ‘dragões’ exigiram uma indemnização de 6 milhões de euros pela formação do avançado e a Comissão Arbitral da Liga deu-lhes razão mas instou o Benfica a pagar apenas 600 mil euros.
O clube da Luz não se conformou contudo com a decisão e apresentou queixa nos tribunais civis, no Tribunal Constitucional e no Tribunal Europeu.
APONTAMENTOS
APENAS 14
Sem nove internacionais e com três lesionados, Koeman teve ontem apenas 14 jogadores no treino e isto porque chamou quatro ‘bês’. Mantorras regressa hoje e amanhã já treina.
MICCOLI
Fabrizio Miccoli regressou ontem a Lisboa ao final da manhã após umas miniférias em Itália. Já não chegou a tempo de trabalhar com a equipa, mas fez um treino individual na Luz.
JÔ NO CSKA
O avançado brasileiro Jô (ex-Corinthians), que chegou a estar nos planos do Benfica, assinou um pré-contrato com o CSKA Moscovo para os próximos cinco anos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)