Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Toque de Futre na 1ª vitória

O Desportivo das Aves obteve ontem a primeira vitória na edição deste ano da liga portuguesa. Três pontos importantíssimos conquistados frente a um Nacional que andava em alta, mas actuou às escuras. A equipa orientada pelo professor Neca foi mais eficaz e justificou o triunfo frente aos insulares, por 3-1.
20 de Novembro de 2006 às 00:00
O destaque da partida vai por inteiro para Artur Futre, autor de dois dos golos do Aves (43’ e 61’). O avançado liderou uma equipa atrevida com um bom desempenho colectivo, frente à inaptidão nacionalista para atacar e defender. É verdade que o Nacional até conseguiu sair a vencer através de um autogolo de Anunciação (26’), após um cruzamento de Patacas no flanco direito. Mas nunca, em 45 minutos, o Nacional conseguiu chegar com perigo junto da baliza de Rui Faria.
A equipa orientada por Carlos Brito cometeu muitos equívocos no ataque e a débil defesa insular foi incapaz de estancar o veneno do contra-ataque adversário.
O Aves, com pressa, naturalidade e com outra rotação – sobretudo durante a segunda parte – haveria de dominar por completo. Leandro, Xano e Futre no capítulo do imprevisível construíram a reviravolta (2-1), com Hernani a assistir deliciosamente Vítor Manuel para o resultado final (3-1, 85’).
O oxigénio chegou finalmente às Aves, que embora à condição – o E. Amadora joga hoje frente ao Belenenses – deixou o último lugar da tabela classificativa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)