Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Toyota propõe a Fernando Alonso 52 milhões de euros em três anos

A saída de Fernando Alonso, segundo classificado do Mundial de Fórmula 1 com 95 pontos, da McLaren é quase um dado adquirido e não faltam equipas interessadas em contratá-lo.
4 de Outubro de 2007 às 00:00
Nipónicos estão dispostos a pagar a desvinculação de Alonso
Nipónicos estão dispostos a pagar a desvinculação de Alonso FOTO: Issei Kato/Reuters
Depois do patrão da Renault, Flavio Briatore, ter confirmado que fez uma proposta ao piloto espanhol, agora a nipónica Toyota surge também na linha da frente, oferecendo um contrato de 52 milhões de euros válido por três épocas.
A edição de ontem do jornal espanhol ‘El Mundo Deportivo’ avança que a escuderia japonesa está ainda disposta a custear a desvinculação de Alonso – tem contrato até 2009 – da McLaren. O diário acrescenta que no primeiro ano, o ainda bicampeão do Mundo receberia 7,5 milhões de euros e 44,5 milhões nas duas temporadas seguintes.
O ambiente de guerrilha entre Fernando Alonso e Lewis Hamilton, líder do campeonato (107 pontos), continua a dar dores de cabeça ao chefe da McLaren. Além do caso Alonso, Ron Denis tem ainda por resolver a renovação de Hamilton. O pai do piloto inglês, Anthony Hamilton, revelou que ainda não houve acordo. “Temos o mesmo contrato que celebrámos [até final de 2007] quando chegámos à Fórmula 1. “Vamos esperar que as coisas surjam de maneira natural”, afirmou.
Ver comentários