Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

“Trataram-me como lixo”

"Sou branco ou negro, nunca serei cinzento. Trataram-me como lixo. Chupem e continuem a chupar.” As declarações são de Diego Armando Maradona após a vitória (1-0) diante do Uruguai, em Montevideo, que garantiu à Argentina a presença na fase final do Campeonato do Mundo de 2010, que se vai realizar na África do Sul.
16 de Outubro de 2009 às 00:30
Maradona, eufórico no final do jogo com o Uruguai (1-0), não poupou críticas aos jornalistas argentinos
Maradona, eufórico no final do jogo com o Uruguai (1-0), não poupou críticas aos jornalistas argentinos FOTO: Andres Stapff/ Reuters

O seleccionador argentino elegeu os jornalistas como alvo da sua fúria. “Agradeço esta qualificação aos meus futebolistas, que jogaram como homens. Garantimos esta qualificação sem a ajuda de ninguém, com muita honra. Dedico-a ao povo argentino, à minha família. Mas há um sector que não o merece, pela forma como me trataram”, disse ‘El Pibe’ na conferência de imprensa após o final do jogo, acrescentando: “Assim, e pedindo desculpas às senhoras, chupem. Sou branco ou negro, nunca serei cinzento. Chupem e continuem a chupar.”

A imprensa argentina não calou a revolta pelas palavras que o seleccionador alviceleste utilizou na conferência de imprensa. O jornal ‘La Nacional’ diz: “Maradona escolheu um estilo revanchista, vergonhoso e repudiável em vez de optar pela autocrítica.”

Já o diário ‘Clarín’ intitula: “Conferência de imprensa escandalosa com insultos e grosserias.”

DECLARAÇÕES

"As minhas filhas disseram-me quais os jornalistas que mais bateram em mim."

"Sei bem quem foram os filhos da p... que mais me atacaram."

"Os jogadores consagraram-me como técnico."

Maradona, Seleccionador Argentino

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)