Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Trunfos na cartola

O Nacional venceu ontem o Boavista (2-0) num encontro disputado de forma intensa, mas nem sempre bem jogado.
3 de Dezembro de 2007 às 00:00
Aliás, a primeira parte da contenda foi mesmo para esquecer no que diz respeito aos alvinegros, que nem com mais uma unidade — em função da expulsão de Bruno Pinheiro aos 16 minutos – conseguiram chegar à área axadrezada com perigo. Aliás, as melhores oportunidades de golo pertenceram ao Boavista, mas Zé Kalanga e Mateus foram perdulários.
Apercebendo-se da péssima actuação, o técnico Jokanovic acertou na entrada de Lipatin e logo aos 56’, Zé Vítor, após um brinde de Ricardo Silva, colocou o Nacional a vencer. Depois, Lipatin fechou a contagem (68’) e bastou gerir até final.
FICHA DO JOGO
Local: Estádio da Madeira, no Funchal (4.000 espectadores)
Árbitro: João Ferreira (Setúbal)
NACIONAL DA MADEIRA: Diego Benaglio, Patacas, Ricardo Fernandes, Fernando Cardozo, Alonso, Avalos, Zé Vítor, Juliano (Adu Sales, 68m), Juninho, Cássio (Adriano, 46m) e Rodrigo (Lipatin, 53m). Treinador: Jokanovic.
BOAVISTA: Peter Jehle, Rissut, Ricardo Silva, Marcelão, Bruno Pinheiro, Jorge Ribeiro, Fleurival, Gilberto, Grazelak (Olufami, 76m), Zé Kalanga (Fary, 73m) e Mateus (Laionel, 73m). Treinador: Jaime Pacheco.
Marcador: 1-0, Zé Vítor (56m); 2-0, Lipatin (68m)
Acção disciplinar: Cartões amarelos - Rissut (21m), Rodrigo (51m), Jorge Ribeiro (62m) e Adriano (90m); Cartão vermelho - Bruno Pinheiro (16m)
Melhor jogador: Ávalos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)