Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

"Uma lenda" e um "cavalheiro" que "marcou gerações com os seus golos vibrantes": Mundo do futebol recorda Fernando Gomes

Pelo Sporting, contribuiu decisivamente para a excelente campanha europeia até às meias-finais da Taça UEFA em 1990/1991
Correio da Manhã 26 de Novembro de 2022 às 16:48
Fernando Gomes
Fernando Gomes FOTO: Lusa
O bibota de ouro, Fernando Gomes, morreu este sábado aos 66 anos, vítima de cancro no pâncreas, e já são várias as reações à morte do antigo futebolista.

"Partiu uma lenda do futebol", foi desta forma que a Federação Portuguesa na rede social Twitter reagiu à morte do antigo internacional português. 




O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, também manifestou as condolências pela morte do atleta e recordou os "golos vibrantes e conquistas históricas". 



O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, lamentou este sábado a morte do antigo avançado internacional português Fernando Gomes, lembrando "o extraordinário jogador" e "cavalheiro".



O Sporting, o último clube que Fernando Gomes representou enquanto futebolista, manifestou este sábado pesar pela morte do antigo jogador, aos 66 anos, vítima de doença prolongada.

Em nota publicada na sua página oficial na Internet, os 'leões' lembram também a chegada do avançado ao clube, em 1989, e as duas últimas épocas da sua carreira, em 1989/90 e 1990/91, com papel importante nas provas europeias.

"O Sporting Clube de Portugal manifesta o seu pesar pela morte de Fernando Gomes, aos 66 anos. Fernando Mendes Soares Gomes chegou ao Clube em 1989 e jogou de Leão ao peito durante duas temporadas (1989/1990 e 1990/1991), onde encerraria a sua carreira. Pelo Sporting CP, o antigo avançado fez 79 jogos e 38 golos, tendo contribuído decisivamente para a excelente campanha europeia da equipa verde e branca até às meias-finais da Taça UEFA em 1990/1991. Aos familiares e amigos, o Sporting CP endereça as mais sentidas condolências, não deixando de enaltecer e agradecer os anos de dedicação e devoção ao Clube."

Os leões aproveitaram também o Twitter para fazer uma última homenagem ao bota de ouro português.





O Benfica, também, lamentou a morte do antigo internacional português endereçando a "amigos e familiares os mais sentidos pêsames".

"O Sport Lisboa e Benfica expressa condolências pelo falecimento de Fernando Gomes, uma das figuras maiores do futebol português, desaparecido hoje aos 66 anos. Neste momento de pesar, o Sport Lisboa e Benfica endereça a amigos e familiares de Fernando Gomes os mais sentidos pêsames", lê-se numa nota publicada no site do clube da Luz.

Domingos Paciência reagiu à morte do "ídolo" Fernando Gomes " : "É nestes momentos que recordamos o que foi como homem e o Gomes foi muito importante no meu crescimento e no de muitos jovens."

"Fernando Gomes tinha muitos fãs, eu era um deles. Os golos e a dimensão que atingiu fez com que FC Porto fosse cada vez mais conhecido e a dimensão do FC Porto cresceu com os golos do Gomes. Não haja dúvida que este é um momento muito triste para o FC Porto, porque perde um dos grandes, um dos melhores jogadores que teve", afirmou Domingos Paciência, em declarações à CNN. 

"Este é um dia muito triste para o futebol português e para o FC Porto", vincou Domingos, para concluir, depois, assim: "É um símbolo do FC Porto. Vivo este dia de forma muito pesada, porque vem à memória os princípios de carreira. Cresci com os seus conselhos, a vê-lo jogar. 

Liga Portuguesa de Futebol Profissional: "A Liga Portugal lamenta profundamente o falecimento de Fernando Gomes, antigo jogador de FC Porto e Sporting, assim como da Seleção Nacional, e atualmente Vogal do FC Porto, aos 66 anos.




Vítor Murta (presidente do Boavista): "Partiu hoje um dos grandes goleadores da história do futebol português. As minhas mais sinceras condolências à família, aos amigos e ao FC Porto. Descansa em paz, Fernando Gomes."



Luís Montenegro, presidente do Partido Social Democrata partilhou as condolências "com a Federação Portuguesa de Futebol, o FC Porto e a família de Fernando Gomes a minha tristeza e pesar pela prematura partida de um desportista de eleição. Um exemplo de paixão clubística com 'fair-play' e uma referência para a minha geração." O presidente da Assembleia da República, Augusto Santos e Silva, reagiu através da sua conta no Twitter, dizendo que "Deixou-nos Fernando Gomes, um grande jogador e capitão. Portistas, portuenses e portugueses, todos ficam mais pobres com a sua morte". André Ventura, presidente do Chega: "Uma grande e sentida homenagem ao Fernando Gomes, à sua família e a todo o universo portista. Enorme exemplo de paixão e dedicação! O mundo do futebol ficou mais pobre!"

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, disse este sábado que a sua ligação ao antigo internacional Fernando Gomes começou muito antes do futebol, na admiração e respeito que tinha. "Os nossos caminhos cruzaram-se muito antes do futebol.

Desde cedo aprendi a apreciar o Fernando [Gomes] enquanto homem. Ao longo dos anos, mantivemos uma relação de muito respeito e admiração, acrescentando o futebol àquilo que nos unia", escreveu o treinador dos 'dragões'.

Sérgio Conceição, que não coincidiu com o goleador no FC Porto, clube a que chegou aos juniores já após a retirada do antigo avançado, que terminou a carreira no Sporting, conviveu com o goleador já como dirigente dos 'dragões'. "Hoje partiu um símbolo do nosso clube e do futebol português. Até sempre, Bibota", disse ainda Sérgio Conceição na sua página na rede social Twitter. O antigo futebolista Vítor Baía, vice-presidente e administrador da SAD do FC Porto, considerou ter perdido um irmão, com a morte do antigo avançado Fernando Gomes, aos 66 anos.

"Partiu um irmão que o futebol me deu. Um Homem cheio de classe dentro e fora do campo. Um ídolo. O nosso eterno capitão. Uma lenda do futebol. Do nosso Porto. Serás eterno meu amigo. Obrigado por tanto!", escreveu o antigo guarda-redes dos 'dragões'.

Baía, de 53 anos, que também foi capitão e símbolo no FC Porto, entrou no plantel dos 'dragões' ainda com Fernando Gomes, que se manteve no clube até 1988/89, enquanto o guarda-redes chegou à equipa principal nessa mesma época.

Fernando Gomes fez o último jogo na equipa portista em janeiro de 1989, enquanto Baía entrou na equipa no mês seguinte. O selecionador nacional, Fernando Santos, manifestou tristeza pela morte do antigo jogador e internacional luso Fernando Gomes. "Soubemos agora da triste partida do Fernando, o 'bibota'. É um momento de tristeza para todos. Em meu nome e da equipa de todos nós deixamos à família enlutada os votos de pesar, e também à família portista", transmitiu Fernando Santos, num vídeo divulgado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF). O técnico disse que todos na comitiva lusa vão "rezar" por Fernando Gomes: "Que a sua alma possa descansar em paz. A todos, os nossos sentimentos".


Marcelo Rebelo de Sousa reagiu, este sábado, à morte de Fernando Gomes. O Presidente da República relembrou o antigo internacional como um jogador que "marcou o futebol português. Foi determinante na afirmação de Portugal fora das nossas fronteiras".


O clube espanhol de futebol Sporting de Gijón, que Fernando Gomes representou entre 1980 e 1982, manifestou este sábado pesar pela morte do antigo jogador, aos 66 anos, vítima de doença prolongada. "O Real Sporting de Gijón mostra o seu pesar pelo falecimento do ex-jogador Fernando Gomes, ocorrido hoje, aos 66 anos. Gomes defendeu a camisola 'rojiblanca' durante duas temporadas na Primeira Divisão (1980/1982), disputando 37 jogos e anotando 15 golos", pode ler-se na nota publicada na página oficial do clube.
Fernando Gomes João Paulo Correia desporto futebol
Ver comentários
C-Studio