Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Varzim arranca ponto polémico

Uma grande penalidade polémica, dois minutos após os quatro de compensação dados pelo árbitro setubalense João Ferreira, permitiu ontem ao Varzim, que era líder invicto na Liga de Honra, empatar no terreno do Gil Vicente (1-1).
3 de Setembro de 2007 às 00:00
Gilistas mereciam mais do que o empate frente ao Varzim
Gilistas mereciam mais do que o empate frente ao Varzim FOTO: Simão Filho/Record
O domínio do jogo pertenceu quase por completo aos gilistas, que poderiam ter vencido por números bem mais expressivos, tantas foram as oportunidades desperdiçadas ao longo do encontro, sobretudo na segunda parte. Do Varzim, só se viu alguma resposta nos primeiros 45 minutos. Mas logo após o intervalo o Gil Vicente chegou à vantagem e daí em diante criou muita pressão na área dos forasteiros.
O tento dos minhotos foi apontado aos 47 minutos, por Hermes, que correspondeu da melhor forma a um pontapé de canto apontado por João Pedro, cabeceando certeiro para o fundo das redes de Bruno Conceição.
O avançado brasileiro poderia ter resolvido o encontro rapidamente, mas mostrou pior pontaria aos 67’ e 71’, falhando incrivelmente duas excelentes oportunidades de golo.
O jogo parecia estar resolvido e após o árbitro indicar quatro minutos de compensação, o Gil Vicente passou a controlar as operações, contendo sem grande dificuldades as investidas dos poveiros.
E foi já dois minutos depois dos quatro concedidos por João Ferreira que se deu o caso do jogo: o juiz setubalense considerou que um remate à queima contra o braço de Filipe Fernandes foi um corte de bola intencional e apontou para a marca de penálti.
O brasileiro Roberto converteu a grande penalidade e igualou o encontro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)