Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Veja o toque de calcanhar de Bruno Moreira que deu vitória ao Rio Ave em Portimão

Vilacondenses ultrapassaram os algarvios na tabela e ocupam agora o oitavo lugar, com 28 pontos.
Lusa 9 de Fevereiro de 2019 às 20:45
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Portimonense recebeu Rio Ave em jogo da I Liga
Um toque de calcanhar de Bruno Moreira permitiu este sábado ao Rio Ave somar a segunda vitória consecutiva fora, batendo o Portimonense (1-0), em partida da 21.ª jornada da I Liga de futebol.



Em Portimão, o tento solitário do avançado português - o seu quinto na Liga -, após boa jogada coletiva à passagem dos 31 minutos, bastou para o Rio Ave impor a terceira derrota consecutiva aos algarvios, que jogaram com dez unidades a partir dos 73 minutos, devido à expulsão de Paulinho.

O Rio Ave ultrapassou o adversário na tabela e ocupa o oitavo lugar, com 28 pontos, mais um do que o Portimonense.

Com três reforços de 'inverno' a fazer a estreia pelas respetivas equipas (Henrique no Portimonense e Rúben Semedo e Filipe Augusto no Rio Ave), o jogo começou com domínio inicial muito claro dos forasteiros, mais pressionantes no meio-campo contrário.

Em posse, tentando chegar à área da equipa algarvia com boas combinações, o extremo brasileiro Galeno esteve em evidência nessa fase -, rematou para boa defesa de Ricardo Ferreira (seis minutos) e por cima da barra (sete).

Aos poucos, o Portimonense - ainda a recuperar de um mercado de janeiro que lhe tirou três titulares absolutos - foi equilibrando a partida e Jackson Martinez causou o principal momento de perigo, com um cabeceamento à barra (22).

Num momento em que o jogo entrava num período de ritmo mais baixo, o Rio Ave chegou à vantagem após boa jogada coletiva, com Matheus Reis a assistir rasteiro da linha de fundo para um toque de calcanhar do ponta de lança Bruno Moreira, que marcou pela segunda jornada consecutiva.

A reação da equipa de Portimão esteve à altura, empurrando os vila-condenses para a sua área até ao intervalo, mas o perigo surgiu apenas aos 43 minutos, quando Bruno Tabata rematou para a uma boa defesa de Léo Jardim.

O início do segundo tempo voltou a reequilibrar a balança, mas os algarvios, em desvantagem, não demoraram muito a criar ascendente em busca do empate, reforçado com a aposta em João Carlos para fazer dupla com Jackson Martinez na frente de ataque.

À exceção de um remate de Lucas Fernandes à figura, aos 63, o Portimonense não conseguiu criar oportunidades de perigo e a tarefa de, pelo menos, chegar ao empate, ficou dificultada com a expulsão de Paulinho, que viu o segundo amarelo por protestos aos 73.

Em superioridade numérica, o Rio Ave não teve dificuldades em segurar os três pontos e até podia ter aumentado a diferença aos 86 minutos, mas Ricardo Ferreira defendeu o remate de Gabrielzinho após jogada individual do extremo.

Depois da expulsão, e especialmente nos minutos finais, as decisões de Helder Malheiro foram muito contestadas pelos locais, que saiu de campo sob assobios e quase era atingido por uma garrafa de água atirada por um adepto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)