Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Vereador decide Apito Dourado

O vereador sem pelouro da Câmara de Gondomar, António Gonçalves Pereira, assumiu a presidência do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que será quem em última instância decidirá na justiça desportiva os processos ligados ao ‘Apito Dourado’.
8 de Dezembro de 2007 às 00:44
Será este órgão da FPF quem decidirá os casos de corrupção desportiva em que está envolvido o presidente da autarquia, Valentim Loureiro. Ouvido pela TVI, Gonçalves Pereira afirmou que não vê qualquer “incompatibilidade nos dois cargos”.
Recorde-se que o vereador era vice-presidente do Conselho de Justiça (CJ), pelo que com a renúncia do juiz conselheiro Herculano Lima, por motivos pessoais, levou à sua promoção à presidência.
O presidente da FPF, Gilberto Madaíl, sem querer alongar-se nas declarações disse ao CM que Gonçalves Pereira “não estava nas listas como vereador da Câmara de Gondomar”.
Madaíl afirmou ainda que espera que a acumulação de cargos “não tenha influência” no desempenho do novo presidente do CJ. “As pessoas têm que desempenhar as suas funções com seriedade”, acrescentou.
António Gonçalves Pereira, enquanto membro do CJ, participou em Outubro numa decisão relativa ao major. O presidente da Assembleia Geral da Liga fora punido com seis meses de suspensão pela anterior Comissão Disciplinar da Liga. Recorreu para o CJ da Federação e viu a pena ser reduzida para cem dias.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)