Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Vicente Moura pode agir contra ameaças de morte

O presidente do Comité Olímpico Português (COP), Vicente Moura, admite recorrer às autoridades se as ameaças de morte de que foi alvo persistirem. “Se houver novas ameaças poderei tomar medidas”, refere o líder do COP, recusando qualquer acção neste momento.
17 de Janeiro de 2007 às 00:00
Vicente Moura mantém as críticas ao processo de Nuno Assis
Vicente Moura mantém as críticas ao processo de Nuno Assis FOTO: Jorge Godinho
Vicente Moura, recorde-se, foi ameaçado na sequência da posição que assumiu no caso Nuno Assis, no qual teceu críticas ao desenvolvimento de todo o processo. Contactado pelo CM, o presidente do COP reafirma as palavras proferidas. “Mantenho a minha opinião. A forma como este processo foi conduzido foi prejudicial para o jogador e à medida que vou conhecendo mais dados reforço a minha opinião”, assegura.
Vicente Moura lamenta, porém, o castigo duro aplicado pelo Tribunal Arbitral do Desporto ao jogador benfiquista. “Um ano é pesado. Os seis meses teriam sido suficientes. O jogador podia ter cumprido as três semanas e hoje estaria a jogar”, considera o dirigente, que garante ser “a favor de uma política mais pedagógica e não tão penalizante para os atletas”. Moura recusa também as acusações de Luís Filipe Vieira: “Não tenho qualquer interferência nesse caso. Ele estará enganado ou terão dado uma informação errada se ele pensa que o COP terá responsabilidades no laboratório. Não tenho nenhum prazer em que o Nuno Assis esteja suspenso”, afirma, defendendo apenas a “posição pelo combate ao ‘doping’”.
Questionado sobre se o facto de ser sócio do Sporting teve alguma influência nas ameaças, Vicente Moura não recusa a ligação, mas desvaloriza. “É capaz de ter tido alguma influência. O futebol é diferente das outras modalidades. Talvez pensassem que por ser do Sporting pudesse ter alguma coisa a ver com o processo e eu nunca seria capaz”, destaca o presidente do COP.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)