Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Vieira blinda Jesus com 8,6 milhões

Novo contrato já foi confirmado junto da CMVM. Treinador fica nos encarnados por mais duas temporadas (com mais uma de opção) e vai ganhar quatro milhões de euros por ano
5 de Junho de 2013 às 01:00
Luís Filipe Vieira contratou Jorge Jesus em 2009/10, temporada em que o Benfica foi campeão nacional
Luís Filipe Vieira contratou Jorge Jesus em 2009/10, temporada em que o Benfica foi campeão nacional FOTO: Miguel Barreira

O clube que quiser contratar Jorge Jesus nas próximas duas épocas terá de indemnizar o Benfica em sete milhões de euros, acrescidos de 23 por cento de IVA, o que, no total, dá uma ‘blindagem' de 8,61 milhões.

No novo contrato até junho de 2015 (mais uma temporada de opção), assinado entre o presidente da SAD encarnada, Luís Filipe Vieira, e Jorge Jesus, o clube da Luz terá também de pagar indemnização ao técnico caso decida despedi-lo antes do término do vínculo. Nesse caso, Jesus terá a receber os salários compreendidos entre o momento em que deixa de exercer funções no comando da equipa e a data em que expira a sua ligação contratual.

Contratado em 2009/10 para pôr fim à hegemonia dos dragões, Jesus sagrou-se campeão nacional logo na sua primeira época. As águias arrancaram como favoritas à revalidação do título na época seguinte, mas um mau arranque na Supertaça frente aos dragões (0-2) e uma época notável dos rivais - sob o comando de Villas-Boas, conquistaram campeonato, Taça de Portugal, Liga Europa e Supertaça - levou a que ficassem em segundo lugar.

A temporada 2011/12 também não deixou saudades, porque os dragões revalidaram o título. Mas 2012/13 foi "a pior de todas as épocas da era Jesus", segundo afirmou Maxi Pereira.

A três jornadas do fim, o Benfica tinha quatro pontos de vantagem sobre o (agora) tricampeão nacional. No entanto, um empate (1-1) inesperado, na Luz diante do Estoril e uma derrota (1-2), nos descontos, no Dragão, levaram novamente o título para o Porto. A deceção nos encarnados foi profunda. Vieira foi muito pressionado para não renovar com o treinador, mas manteve-se firme na decisão de o manter, com as mesmas regalias (4 milhões de euros por ano). Ainda antes da confirmação do novo contrato junto da CMVM (ontem), Jesus e Vieira já estavam a preparar a nova época.

luís filipe vieira jorge jesus benfica cmvm treinador
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)