Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Vieira nega saídas

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, desmentiu ontem a saída de alguns dos principais jogadores ‘encarnados’. Apesar das notícias colocadas ontem em circulação por parte de um jornal português, sobre o interesse do Chelsea em Ricardo Rocha, Miguel e Manuel Fernandes, Vieira negou essa possibilidade, admitindo, ao invés, que o clube das ‘águias’ poderá estar prestes a anunciar um novo reforço.
10 de Março de 2005 às 00:00
"Neste momento não há negociações com quem quer que seja, nem para vender nem para comprar. Ou melhor, poderá entrar alguém no âmbito da saída do Roger, como é do domínio público [Anderson, do Corinthians], mas não falo de nomes, só depois de ter o contrato assinado”, revelou o presidente ‘encarnado’ à Renascença.
Também o Chelsea reagiu ontem à notícia do alegado interesse nos três jogadores do Benfica, mas, à imagem de Vieira, desmentiram categoricamente. “É apenas especulação. Não houve qualquer discussão entre os dois clubes. Por isso, essa notícia não merece qualquer tipo de comentário, pois não houve quaisquer conversas”, disse Peter Kenyon à RR, garantindo que o Chelsea não tem “referências sobre os respectivos jogadores”.
Confrontado com a presença de Vieira, na passada terça-feira, nos camarotes de Roman Abramovich, dono do Chelsea, Kenyon desvalorizou essa situação: “Tivemos a presença de vários presidentes e representantes de diferentes clubes”.
VITÓRIA SOBRE OS 'BÊS'
Entretanto, o treinador Giovanni Trapattoni voltou ontem a dirigir o único apronto do dia, após ter-se ausentado no início da semana – esteve em Itália. No regresso ao trabalho, o técnico transalpino quis ver em acção alguns dos jogadores que têm sido menos utilizados e promoveu um jogo-treino contra a equipa B, que decorreu no Estádio Nacional e acabou com o resultado de 3-0.
Os titulares que actuaram na Madeira foram poupados numa sessão onde não estiveram presentes Nuno Gomes e André Luis. O avançado português trouxe da ilha uma lesão muscular, na coxa direira, e falhar o próximo jogo, contra o Gil Vicente.
PRESIDENTE RESPONDE A COUCEIRO
Luís Filipe Vieira respondeu ontem ao treinador do FC Porto José Couceiro, que havia previsto a absolvição de Simão Sabrosa do processo sumaríssimo. Para o máximo dirigente ‘encarnado’, se o ‘capitão’ do Benfica fosse castigado, McCarthy, avançado dos ‘dragões’, deveria ser irradiado do futebol.
“Se Benni apanhou dois jogos é lógico que Simão não podia apanhar jogo algum. Ou então McCarthy tinha de ser irradiado se o Simão fosse penalizado. Um lance é agressão pura, o outro não se viu agressão, foi um lance completamente limpo por parte do Simão, tal como ficou comprovado”, revelou Luís Filipe Vieira à Rádio Renascença.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)