Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Vieira quer carga policial investigada

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, pediu uma investigação sobre o comportamento dos agentes policiais que carregaram sobre os adeptos do clube no final da partida com o Vitória de Setúbal no Bonfim (2-0).
8 de Fevereiro de 2011 às 00:30
Agentes da autoridade carregam sobre os adeptos do Benfica no final do jogo do Bonfim
Agentes da autoridade carregam sobre os adeptos do Benfica no final do jogo do Bonfim FOTO: Paulo Calado/Record

Uma carga policial sobre os encarnados no final do jogo obrigou a que três adeptos do clube fossem transportados de ambulância para o hospital em estado grave. E o número de feridos ligeiros foi muito superior. "Na sequência dos muitos relatos que têm chegado ao Benfica, e que dão conta do excesso de violência e da desproporção da força utilizada em face dos acontecimentos verificados no final do jogo, o presidente do Benfica escreveu uma carta ao comandante nacional da PSP no sentido de este poder apurar da necessidade e da violência utilizada naquela intervenção policial", pode ler-se no comunicado publicado no site do clube da Luz, que revela ainda: "Foram muitas as pessoas, incluindo algumas mulheres e crianças, que tiveram de receber assistência hospitalar."

Ao final do dia de ontem, a PSP respondeu também num comunicado, com sete pontos, em que "afasta liminarmente qualquer acusação de uso desproporcionado da força" e frisa que em "momento algum interveio junto de crianças ou senhoras", como foi acusada.

A polícia acusa os adeptos das claques No Name Boys e Diabos Vermelhos de terem arrancado 400 cadeiras no seguimento da detenção de um adepto que tentava furtar uma bandeira portuguesa hasteada no estádio.

Já no exterior, foram atiradas garrafas contra os agentes policiais, com quatro elementos a receberem tratamento hospitalar. Mais: a PSP registou a entrada no hospital São Bernardo de um homem que diz ter sido agredido por desconhecidos.

"PLANTEL É ALTAMENTE DISPUTADO"

Domingos Soares Oliveira disse ontem que as transferências de Di María (Real Madrid), Ramires e David Luiz (Chelsea) – 72 milhões de euros no total – permitiram equilibrar as contas das águias. "Isto revela capacidade do ponto de vista de vendas, mas também revela a qualidade do plantel do Benfica, altamente disputado pelos maiores clubes do Mundo", referiu ontem o administrador da SAD e responsável pela área financeira do clube. O dirigente frisou que a saída do central foi um "excelente negócio para os interesses" dos encarnados e garantiu que Coentrão "é um jogador com elevada cotação em termos europeus".

BENFICA LUÍS FILIPE VIEIRA BONFIM SETÚBAL POLÍCIA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)