Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

VINGADA DIZ NÃO AO AMIGO QUEIROZ

Ainda não é desta que a dupla Carlos Queiroz-Nelo Vingada, que conduziu a selecção portuguesa a dois títulos mundiais de juniores (sub-20), em 1989 e 1991, e que se desfez em 1993, vai voltar a juntar-se.
3 de Julho de 2003 às 00:00
O ex-técnico do Marítimo, apesar de confirmar o interesse do clube 'merengue' na sua contratação, teve de recusar o convite do treinador do Real Madrid, para ser seu ‘braço-direito’, depois de não conseguir chegar a acordo com o Zamalek (Egipto) – com o qual havia assinado um contrato válido por uma temporada, durante o passado mês de Junho – para a desvinculação.
“Pensei muito e decidi continuar no Egipto. Tive, efectivamente, umas conversas com o Carlos Queiroz, em que falámos sobre a possibilidade de ingressar no Real Madrid, mas não pude aceitar. Aliás, debati com a direcção as hipóteses de sair com elevação, mas não foi possível encontrar uma solução e eu não sou homem para faltar aos meus compromissos. Vou continuar a honrar esse compromisso porque é a minha obrigação e o meu dever e jamais faria alguma coisa contra isso”, revelou ontem o técnico ao Correio da Manhã.
Outro dos motivos referidos por Nelo Vingada para recusar o convite do Real Madrid foi o “esforço que o Zamalek fez” para o contratar, além das diversas “manifestações de apoio e carinho que teve por parte da direcção e dos associados” do clube do Norte de África.
Questionado sobre se estaria a perder a oportunidade de uma vida, o técnico preferiu não fazer grandes comentários. “A realidade é que existe um contrato e o Zamalek tudo fez para que eu permanecesse. Além disso, apresentaram-me um projecto bastante ambicioso, para o qual estou muito motivado”, salientou Nelo Vingada.
Recorde-se que o nome do treinador português foi proposto na passada sexta-feira por Carlos Queiroz, durante uma reunião com o director-geral do clube espanhol, Jorge Valdano, e o director para o futebol, Ramon Martinez.
Entusiasmado com a possibilidade de voltar a trabalhar com o novo ‘comandante’ do plantel ‘merengue’, num projecto da grandeza do Real Madrid, Nelo Vingada viajou no último domingo para o Cairo para tentar libertar-se do Zamalek, um dos mais poderosos clubes do continente africano.
No entanto, e apesar de tudo ter feito para conseguir a desvinculação, Vingada vai permanecer no clube do Cairo e tentar sagrar-se campeão nacional, objectivo para o qual foi contratado.
SOLTAS ‘MERENGUES’
TÉCNICO ‘MERENGUE’ EM SILÊNCIO
Carlos Queiroz escusou-se ontem a comentar a ‘recusa’ de Nelo Vingada para ser seu adjunto. O técnico dos ‘merengues’ optou por não fazer declarações.
AGOSTINHO VOLTA A SER FALADO
Com Nelo Vingada de fora, o nome de Agostinho Oliveira voltou ontem a ser falado, em Espanha, como possível adjunto de Carlos Queiroz.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)