Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

VITÓRIA DE TIRAR O CHAPÉU

O FC Porto, com uma exibição irrepreensível, venceu ontem o Sp. Braga, por 3-0, aumentando para nove pontos a distância que o separa do Benfica (2.º). Num jogo em que o ascendente foi sempre dos anfitriões, Capucho e Deco, autores dos dois primeiros golos, deram um toque de classe.
6 de Janeiro de 2003 às 00:17
O líder da SuperLiga entrou forte e não deixou os bracarenses respirar, num sufoco atacante em que Hélder Postiga e Quim travaram um animado duelo. O avançado portista por diversas vezes ensaiou o golo, mas Quim revelou grande segurança, primeiro depois de uma jogada individual do portista e, pouco mais tarde, num cabeceamento do jovem avançado.

A intenção clara dos portistas, em marcar o mais cedo possível, começou a desvanecer-se com o passar dos minutos. O Sp. Braga aproveitou para equilibrar os acontecimentos mas, em momento algum, conseguiu perigar a baliza de Baía.

No cair da 1.ª parte, o FC Porto voltou a pressionar e, no último minuto, Capucho finalizou com um chapéu uma excelente tabelinha com Deco, inaugurando o marcador.

Na etapa complementar, os ‘dragões’ entraram determinados em ampliar a vantagem. E quem melhor que Deco, a passe de Maniche, para tranquilizar José Mourinho. O brasileiro colocou a defesa do Sp. Braga ‘às aranhas’ e, dentro da área, rematou forte e colocado.

Deco, contudo, também sabe dar golos. Aos 74 minutos, o criativo brasileiro, numa jogada do lado direito, assistiu Jankauskas que, na antecipação, bateu Quim, fixando o resultado final.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)