Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Vitória merecida saltou do banco

A entrada do ponta-de-lança Juliano, após o intervalo, foi decisiva para a vitória (2-0) do Campinense, que na segunda parte acabaria por justificar o triunfo.
25 de Janeiro de 2010 às 00:30
Jogo entre candidatos à subida foi muito disputado a meio-campo
Jogo entre candidatos à subida foi muito disputado a meio-campo FOTO: Luís Costa

No primeiro tempo, o jogo foi morno, com algum nível técnico, mas praticamente sem ocasiões de golo, o que lhe tirou emoção. Nesse período as defensivas foram sempre superiores aos ataques, justificando os poucos golos que ambas as equipas sofreram ao longo desta primeira volta do distrital da 1ª Divisão, que agora terminou.

Tudo se modificou após o intervalo. Logo no reatamento, Mindo, após um pontapé de baliza mal executado por Guia, ficou isolado, mas atirou à figura do guarda-redes forasteiro (48’). Pouco depois, Fábio Garrana, o jogador mais esclarecido em campo, igualmente em boa posição, atirou fraco e por alto (54’). Adivinhava-se o golo dos locais, que surgiu numa ‘molhada’, na sequência do primeiro pontapé de canto de que beneficiaram. Juliano dividiu a bola com vários adversários e, no ressalto, esta entrou na baliza.

Se no primeiro golo Juliano teve sorte, já o segundo foi inteiramente mérito seu. Após uma boa desmarcação e beneficiando de um bom passe em profundidade, o ponta--de-lança local isolou-se e fuzilou o desamparado Guia, proporcionando triunfo justo à sua equipa.

O trio de arbitragem realizou trabalho positivo, mas também pouco brilhante, não tendo qualquer influência no resultado.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)