Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Özil deu justiça perto final

Justa divisão de pontos entre Real Madrid e Borussia de Dortmund (2-2) esta noite no Bernabéu, com a primeira parte a pertencer aos germânicos e o segundo tempo de domínio merengue.
6 de Novembro de 2012 às 21:49
Sebastian Kehl e Ronaldo
Sebastian Kehl e Ronaldo FOTO: Reuters

Os primeiros avisos foram logo deixados nos primeiros minutos pelos alemães. Schmmelzer primeiro e Grosskreutz depois colocaram à prova a atenção de Casillas em dois remates venenosos. Ronaldo desinspirado só por uma vez teve oportunidade de marcar, num cabeceamento ao lado. 

Aos 27' surge o 1-0 com Lewandoski a desmarcar Reus que, perante Casillas, disparou sem hipóteses para o capitão merengue.

O Real foi atrás do prejuízo e acabou por marcar pelo português Pepe num golpe de cabeça fulminante (34'). Ainda antes do descanso veio a justiça no marcador, num lance em que é Arbeloa o último a tocar a bola para a sua baliza após grande contra-ataque do Borussia.

A equipa da casa surgiu mais pressionante no segundo tempo, com o recém-entrado Callejón a marcar mas o árbitro assinalou um fora-de-jogo que deixa muitas dúvidas. Ronaldo, melhor no segundo tempo, teve nos pés o golo do empate, aos 78', mas permitiu a defesa de Weindenfeler quando estava só com o alemão pela frente.

O Real nunca desistiu e, depois de algumas chances claras, empatou num livre directo de Özil.

real madrid borussia dortmund futebol jogo liga dos campeões champions
Ver comentários